Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 23 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2017
mrv

‘O Cara da Placa’ estreia série de documentários no portal do DS

Valdeci de Oliveira circula, há nove anos, pelas ruas de Mogi das Cruzes com a missão de levar"a palavra de Deus para as pessoas"

Por Michael Silva - Epecial para o DS17 SET 2017 - 09h00
Valdeci de Oliveira Circula pelas ruas de Mogi das Cruzes com a missão de levar a palavra de DeusFoto: Douglas Cordeiro/Divulgação
Quem anda pelo corredor de lojas, no Centro de Mogi das Cruzes, já viu ou ouviu alguém falando em voz alta: "Ainda dá tempo! Ainda dá tempo! Leia, leia a bíblia". Um olhar mais atento verá um homem de meia idade, vestindo um colete e carregando uma placa com versículos bíblicos.
 
O que a maioria desconhece é a história peculiar desse homem. Valdeci de Oliveira, de 50 anos, circula, há 9 anos, pelas ruas de Mogi das Cruzes com a missão de levar"a palavra de Deus para as pessoas". Ele é o personagem do documentário “O Cara da Placa”, uma produção independente de Douglas Cordeiro, Michael Silva e Rômulo Cabrera, do Canal Os outros, no YouTube. O vídeo pode ser conferido, a partir de hoje, no site e no Facebook do DS.
 
O dia de Valdeci começa com um atípico ritual matinal: ao acordar, faz uma oração e "arranha" um velho violão em louvor a Deus. Logo depois, começa a carimbar os poucos mais de 400 folhetos que entrega aos transeuntes com trechos tirados da bíblia. "As pessoas estão pensando na conta do banco, no dinheiro que tem que depositar, em inúmeras outras coisas; mas com essa tirinha de papel a mensagem fica registrada. Num momento oportuno elas lerão a mensagem e, assim espero, serão agraciadas com as palavras Dele", conta. Após almoçar, Valdeci escolhe qual placa vai levar às ruas dentre as várias que produz com papelão, normógrafos e tinta. 
 
Segundo ele, sua dedicação a Deus, bem como as pregações nas ruas de Mogi das Cruzes, se deve a "uma reviravolta" em sua vida anos antes. "O rompimento do meu último casamento provocou essa reviravolta, entende? Eu vim para casa, dar um tempo. Minha mãe me convidou para ir à igreja e foi onde aceitei Jesus. Ali eu tive uma experiência muito grande, comecei a receber as instruções que os mestres, os pastores, até mesmo os irmãos estavam passando".
 
Para Valdeci, sua vida é separada em duas etapas: a primeira "de uma pessoa ambiciosa, que se dedicava muito à profissão, aos bens materiais", e a segunda "de alguém revendo conceitos". "Foi uma nova oportunidade que tive de me reconstruir", explica. Ele entendeu que o seu papel poderia ser outro; que ele tinha condições "de ajudar as pessoas".
 
 
A MISSÃO
 
Em 2008, Valdeci espalhava mensagens bíblicas nas salas de bate-papo na internet, mas logo mudou a metodologia de sua missão."Eu senti vontade de fazer placas. Passei a desenhar, comprei um normógrafo e comecei desse jeito. Só que era com lápis, porque não tinha muita verba para comprar tinta. Ficava o dia inteiro fazendo isso" revela.
A primeira delas trazia a mensagem: "Crê no Senhor Jesus Cristo e será salvo tu e a sua casa". Valdeci resolveu circular pelo Centro da cidade e percebeu que as pessoas ficavam interessadas em saber o que estava escrito na placa. Dali em diante, "o cara da placa", como viria a ser conhecido, compreendeu que desempenharia melhor sua missão se carregasse consigo as mensagens. "Eu não quero que você saia da sua religião, mas que você pratique o que Deus quer, que você conheça à vontade Dele. Esse é o meu argumento". 
 
FAMÍLIA E FUTURO
 
Valdeci tem três filhos e explica que, por mais que tenha mudado sua rotina, a relação entre eles não mudou. "Meus filhos são minha herança. Eles nunca se opuseram a nada que fiz". 
Ele é formando em engenharia e durante 15 anos trabalhou em uma empresa de elevadores. Há dois anos, rescindiu o contrato com aquela empresa e hoje a maior parte de sua renda vem dos imóveis que aluga. Ele acredita que sua jornada nas ruas está chegando ao fim, mas que terá um novo propósito no caminho da evangelização. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias