sexta 19 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Itaquá

Polícia Federal assume investigação do desvio de 30 mil litros de combustível por dia

Investigações vão apurar quem é o responsável por galpão onde havia túnel de acesso a oleoduto da Petrobrás

09 agosto 2017 - 08h40Por Marcus Pontes - De Itaquá
A Polícia Federal (PF) será a responsável pela investigação sobre o desvio de 30 mil litros (por dia) de combustível em um oleoduto da Petrobras, que ocorreu em Itaquaquecetuba. A irregularidade foi localizada nesta terça-feira (8), na Rua Felicidade, no Jardim Adriane. Segundo a Transpetro, não houve vazamento. Cerca de 50 funcionários da empresa devem trabalhar no local por dois dias para poder reparar o duto. 
 
Como o furto de combustível é um crime federal, a PF dará continuidade às investigações que visam descobrir o responsável pelo ato criminoso. Um galpão ao lado do terreno da Petrobras era o acesso da quadrilha. O túnel media aproximadamente 50 metros, e passava por duas residências. O buraco têm uma largura de aproximadamente 1,60 metro de diâmetro e largura. A hipótese é que o tamanho do túnel fosse para os suspeitos transitarem tranquilamente. 
 
O caso
 
Há pelo menos dois meses, a Petrobrás suspeitava sobre o desvio de combustível na região. Isto por causa da redução na pressão do duto. Durante a tarde de ontem, os funcionários foram ao local e, quando furaram o terreno da Petrobras, constaram o crime. 
 
Diante disso, a Polícia Civil foi notificada. Os funcionários confirmaram os indícios do desvio, mas não sabiam afirmar onde teria sido o ponto inicial do crime. Porém, eles suspeitavam de que um galpão ao lado. A polícia estourou a fechadura e localizou o túnel.
 
A polícia disse que a estrutura montada pela quadrilha era, segundo eles, de primeira qualidade. Isso, porque as estacas de madeira firmando o túnel, bem como o diâmetro para que os suspeitos pudessem transitar pelo local eram bem executados. 
 
Em nota, a Transpetro confirmou o furto. E afirmou ainda não ter havido vazamento de combustível, além de afirmar que está colaborando com as autoridades competentes e ressalta pela segurança das pessoas, do meio ambiente e de suas operações.
 
Também destacou que há um canal de comunicação (168) pelo qual os moradores vizinhos às instalações podem contribuir em enviar sugestões ou comunicando qualquer movimentação suspeita na faixa de dutos ou em terrenos próximos. 

Deixe seu Comentário

Leia Também