domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Poá realiza operação conjunta de combate à criminalidade

14 maio 2017 - 08h00

Mais uma operação conjunta de combate à criminalidade foi realizada, na noite de sexta-feira, em Poá. A atividade, que contou com a participação da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal (GCM) e Departamento de Fiscalização da Prefeitura, teve como principal objetivo identificar e prender pessoas com porte ilegal de arma, procurados pela Justiça, combater a perturbação do sossego e agir junto a estabelecimentos que funcionam irregularmente após as 23 horas. Segundo o secretário de Segurança Urbana, Nobuo Aoki Xiol, estão sendo realizadas na cidade tanto pelas polícias Civil e Militar, quanto pela GCM diversas ações de combate à criminalidade, que contam com bloqueios nas entradas e saídas, nas divisas com outros municípios e ainda o trabalho de equipes em diversos bairros e vias. "O intuito é abordar suspeitos e aumentar a sensação de segurança. As operações devem continuar de forma que o cidadão de bem se sinta protegido", disse. O prefeito Gian Lopes (PR) tem mantido uma relação próxima com a coronel e comandante do Comando de Policiamento de Área Metropolitano 12 (CPAM-12), Mônica Dias Ferreira e com o delegado-seccional da Polícia Civil de Mogi das Cruzes, Marcos Batalha, na busca por alternativas para aumentar a segurança na cidade. "Temos um compromisso de trazer segurança para Poá e estamos trabalhando diariamente por isso, sem descanso", comentou o prefeito. Poá também está trabalhando para ampliar o monitoramento por câmeras nos bairros e esta ação contará com o apoio da comunidade. Foi apresentado na noite da última quinta-feira, no Rotary Club de Poá, um programa de cooperação entre o Poder Público e a sociedade, em que os aparelhos de vigilância particulares e públicos poderão ser integrados em uma mesma central. De acordo com Xiol, com essa ferramenta será possível integrar as câmeras de vigilância particulares da cidade com a central de monitoramento da administração municipal. "Hoje já contamos com nossas câmeras e esse seria um grande reforço, sem custos para o município. Essa plataforma ainda possibilita um 'botão de pânico', que o munícipe pode acioná-lo e rapidamente identificaremos o local que pode estar ocorrendo um delido e assim tomar as ações necessárias". Segundo a Prefeitura, Poá será pioneira da região com o projeto, e o mesmo quando estiver em pleno funcionamento fará da cidade uma das mais bem monitoradas do Alto Tietê. "As imagens geradas pelas câmeras particulares serão recebidas pela Prefeitura pela internet. Com essa tecnologia poderemos dar mais agilidade e reduzir o tempo de resposta à população". A iniciativa além de identificar situações de violência e criminalidade, vai aprimorar o monitoramento do patrimônio público, como escolas e unidades de saúde, e fiscalizar as ruas para impedir descarte irregular de lixo e pichações. Recentemente a Secretaria de Segurança Urbana iniciou um trabalho com líderes de bairros e criou um grupo no aplicativo WhatsApp, chamado Poá+Segura. O objetivo da ação também foi aumentar o monitoramento da cidade em parceria com a população. "Temos na cidade diversos grupos que têm a questão da segurança como objetivo principal. O que fizemos foi selecionar os líderes desses grupos para um trabalho mais próximo. Ou seja, esse líder monitora o grupo da sua comunidade e avisa a gente em caso de qualquer anormalidade", relembrou Xiol.

Deixe seu Comentário

Leia Também