sábado 20 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Poá solicita auxílio do Departamento Regional de Saúde

Entre os principais pedidos estão a repactuação das referências do Samu e a agilização das transferências de pacientes no sistema Cross

10 agosto 2017 - 16h16Por De Poá
O vice-prefeito e secretário de Saúde, Marcos Ribeiro da Costa (PDT), o Marquinhos Indaiá, se reuniu na manhã desta quinta-feira (10), em São Paulo, com a diretora do Departamento Regional de Saúde da Grande São Paulo (DRS1), Vânia Soares de Azevedo Tardelli, para solicitar mudanças que auxiliarão o Hospital Municipal Guido Guida. Entre os principais pedidos estão a repactuação das referências do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e a agilização das transferências de pacientes no sistema Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde).
 
“São medidas importantes. Precisamos agilizar a transferência de pacientes crônicos para os hospitais de referência e também a disponibilização, via CROSS, de vagas para aqueles pacientes que após o primeiro atendimento se fez necessária a internação e que precisam de um tratamento mais específico”, comentou o vice-prefeito.
 
O diretor do Centro Hospitalar, Walter Guinger, também acompanhou a reunião com a diretora do DRS1, Vânia Soares de Azevedo Tardelli.
 
A Secretaria de Saúde de Poá tem explorado todas as alternativas possíveis para estreitar o relacionamento com a Secretaria de Estado da Saúde e seus departamentos e diretorias, na busca para conseguir recursos e auxílio para manter o funcionamento do Hospital Municipal Guido Guida.
 
No último dia 4 de agosto, o prefeito Gian Lopes (PR) e Marquinhos Indaiá participaram de reunião com o secretário de Estado da Saúde, David Uip, para solicitar ajuda estadual para manter o Hospital Municipal Guido Guida, já que o local tornou-se um polo de atendimento regional. 
 
A unidade conta com 24 leitos e atende, por ano, 150 mil pessoas, sendo que 35% deste público é de outras cidades da região como: Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Suzano e até de moradores do extremo leste da Capital.

Deixe seu Comentário

Leia Também