segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Região registra 148 mortes no trânsito em 2017; a maioria é de pedestres

Levantamento ainda elabora um perfil das vítimas, que é majoritariamente composto por pedestres do sexo masculino

22 outubro 2017 - 10h00Por Marília Campos - Da Região
O Alto Tietê registrou 148 mortes no trânsito entre os meses de janeiro e setembro de 2017, conforme os dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga-SP).
 
O levantamento ainda traça um perfil das vítimas, que é majoritariamente composto por pedestres do sexo masculino. Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba são as cidades com o maior índice de ocorrências e a média é de 16 mortes por mês na região. Sessenta pedestres perderam a vida nos nove primeiros meses do ano no Alto Tietê. Somente os atropelamentos, representam 40% do total de óbitos. Já os acidentes envolvendo motos e automóveis correspondem a 43,2% dos registros, sendo 41 mortes de motociclistas e outras 23 de colisões entre carros. 
 
O choque com bicicletas também fez 15 vítimas fatais. Além disso, três pessoas morreram em ocorrências que implicam caminhões e outros seis registros não foram contemplados com identificação. Os homens compõem 84,4% do levantamento, com 125 mortes. Já as mulheres representam o restante, com apenas 23 óbitos. A cidade de Mogi das Cruzes contabilizou 43 ocorrências. O município é seguido por Itaquá, com 34 acidentes, e Suzano com 22 registros.
 
Salesópolis e Ferraz de Vasconcelos foram as que tiveram menos vítimas fatais, duas registradas em cada cidade. Os meses de fevereiro e julho foram os mais violentos, com 21 mortes em ambos. O mês passado, setembro, também obteve um alto índice de 20 óbitos. 

Deixe seu Comentário

Leia Também