Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Domingo 22 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2017
mrv
Desperdício

Requerimento aprovado na Câmara cobra a lista de obras inacabadas em Ferraz

Documento foi aprovado, por unanimidade. A administração deve responder ao questionamento em 15 dias

Por De ferraz11 OUT 2017 - 18h23
Prefeitura de Ferraz tem 15 dias para responder requerimentoFoto: Bruna Nascimento/Divulgação

A Câmara de Ferraz de Vasconcelos aprovou requerimento pedindo informações à Prefeitura sobre o número de construções paralisadas na cidade. O documento foi aprovado, por unanimidade. A administração do prefeito José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, deve responder ao questionamento em 15 dias.

O requerimento é de autoria do vereador Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue. Segundo ele, a quantidade de obras paradas no município impressiona e, neste caso, compete à Prefeitura fornecer  diagnóstico da situação. Para ele, as obras paradas representam o desperdício de dinheiro público dos governos federal e estadual e do próprio município.

            Constam da lista de construções abandonadas, por exemplo, creches, na Vila das Nações e no Jardim Luiz Mauro, na região da Vila Santa Margarida, um posto de saúde, no Jardim TV e do Pronto Atendimento Infantil (PAI), na Avenida Brasil, no Centro. Além disso, 188 casas populares, na Vila São Paulo, e, sobretudo, o Centro de Convenções Haja Abissamra, no Centro. As obras foram herdadas de gestões anteriores.

            No requerimento, a Câmara solicita o número de obras paradas, quantas delas receberam recursos estaduais e federais, quais delas são bancadas com dinheiro próprio e qual o valor estimado e o efetivamente já aplicado em cada construção. No documento, o parlamentar questiona ainda as providências adotadas pela atual administração, no tocante, aos serviços suspensos e se existe alguma previsão para a conclusão das obras inacabadas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias