sábado 22 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Sindicatos da região enumeram desafios e perdas no Dia do Trabalhador

Maioria das entidades destacou que uma das principais reivindicações é referente à Reforma da Previdência

01 maio 2019 - 08h30Por Isabelle Santini - da região
Hoje é comemorado o Dia do Trabalhador. A data traz uma reflexão das conquistas e perdas ao longo dos anos. Na região, os sindicatos, porém, enumeraram, principalmente, os prejuízos às categorias no que diz respeito aos argumentos para Reforma da Previdência. 
 
O DS ouviu quatro representantes das principais categorias na região. Segundo Pedro Benites, do Sindicato dos Metalúrgicos de Suzano, um abaixo-assinado está sendo elaborado contra a Reforma da Previdência. "É difícil lutar contra isso, precisamos de todo o apoio possível".
 
Benites destacou que hoje o dia não é de comemorações, já que o trabalhador brasileiro tem sentido o duro impacto das mudanças políticas. “Houve redução no número de vagas e o desemprego é algo que assusta, pois vem crescendo”, diz ele. “Tudo depende da união dos trabalhadores, sem isso, nada pode ser feito", finaliza Benites.
Já para Rayanne Costa, do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas e de Material Plástico de Suzano, o feriado deve ser motivo de comemoração, pois é uma conquista da classe trabalhadora. 
Para ela, o governo e os trabalhadores devem se unir mais para que o bem comum. "Precisamos de mais união para chegar em um consenso. Se isso não for feito, a vontade das grandes autoridades sempre vai prevalecer". 
O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Suzano, Claudio dos Santos, o Ted, pondera que não há motivos para comemorar o Dia do Trabalho. 
 
Segundo ele, o motivo é por causa da má administração do governo, em relação aos sindicatos e às classes trabalhadoras. "Algumas categorias são prejudicadas pelo governo. Ainda não somos diretamente afetados, pois temos a vantagem de ir ao gabinete do prefeito, então estamos próximos do poder. Mas existem pessoas que não possuem a mesma sorte", dispara. 
 
Ted, que representa o sindicato dos servidores da cidade, fala que a categoria conseguiu conquistar objetos. E pontuou: aumento na porcentagem nas cestas básicas e no vale alimentação e, também, a reposição das perdas. 
José Paulo, do Sindicato dos Rodoviários de Mogi das Cruzes e Região, alega que é um dia de comemoração, para homenagear o trabalho realizado durante o ano, e que isso deve ser reconhecido. 
 
Adão Sérgio de Souza, ex-diretor do sindicato, salienta que o feriado não deve ser direcionado para comemorações.