sábado 15 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Itaquá e Suzano

TCE-SP encontra irregularidades no transporte escolar em duas cidades da região

28 março 2019 - 07h54Por Marcus Pontes - da Região
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-SP) encontrou irregularidades no transporte escolar oferecido a estudantes de escolas de Itaquaquecetuba e Suzano. A fiscalização surpresa foi realizada na terça-feira (26), de modo simultâneo, em outros 216 municípios no interior, região metropolitana e litoral paulista. 
 
Até o fechamento desta reportagem, o TCE-SP não havia enviado nota especificando se ocorreram fiscalizações e/ou foram encontradas irregularidades em Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Poá, Mogi das Cruzes, Salesópolis e Santa Isabel. 
 
Em Suzano, fiscais do órgão estadual constataram duas irregularidades. A primeira sobre o vencimento de um extintor de incêndio. Outra foi referente à condição de um pneu traseiro. Em nota, a assessoria de imprensa da administração municipal explicou que houve uma troca de extintores em dezembro do ano passado. "Dos 40 veículos fiscalizados, apenas um apresentou extintor com prazo de validade vencido. A pasta vai apurar o que aconteceu e tomar providências imediatas", diz.
 
A respeito do pneu, a pasta de Educação diz desconhecer de qual veículo o problema foi identificado. Contudo, o texto frisa que o veículo é de cor diferente ao da frota municipal, que é amarela. "Há duas empresas que prestam serviço ao município no Transporte Escolar. Apenas uma tem veículos brancos, como aparenta na foto. De qualquer maneira, a pasta vai cobrar das empresas terceirizadas o serviço de manutenção e a eventual troca de pneu se for o caso", explica a administração municipal, que complementou dizendo que as informações foram passadas diretamente ao auditor do TCE-SP, bem como a municipalidade vê como importante tais fiscalizações para garantir que recursos sejam direcionados da melhor forma possível para melhorar os serviços na cidade. 
 
O cenário mais degradante no transporte escolar foi observado em Itaquá. Fiscais do TCE-SP encontraram irregularidades, como, por exemplo, pneus carecas, extintor fora de validade, cronotacografo danificado e porta sendo seguradas com um pedaço de madeira. O DS enviou questionamento à Prefeitura e a resposta foi que a empresa responsável pelo serviço foi notificada. "A Prefeitura de Itaquá informa que o serviço de transporte escolar gratuito é realizado por uma empresa terceirizada e a mesma já foi notificada na manhã deste dia 27.3.2019, pela Secretaria de Educação, no sentido de se explicar sobre as irregularidades verificadas pelo Tribunal de Contas sobre o referido transporte bem como regularizar de maneira urgente tal situação", finaliza.
 
Fiscalização no Estado
 
Fiscais do TCE-SP vistoriaram, das 7 às 15 horas, as condições do transporte escolar aos alunos que integram a rede pública de ensino municipal no Estado. 

Deixe seu Comentário

Leia Também