sexta 12 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

2,1 mil pessoas fazem atualização habitacional; prazo termina na sexta

21 junho 2017 - 08h00

Chega ao fim, na sexta-feira, a campanha de atualização do Cadastro Habitacional do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, que a Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação está realizando desde 22 de maio. De acordo com a pasta, até às 11 horas de ontem, 2.150 atualizações foram efetuadas. Um total de 1.609 foram concluídas, enquanto 541 estão em processo de confirmação. A expectativa é que 2,5 mil dados sejam atualizados até o fim desta semana. O recadastramento está disponível em plataforma on-line, no site da Prefeitura (www.suzano.sp.gov.br). O objetivo da campanha é mobilizar cerca de 18 mil famílias que, segundo dados repassados à secretaria, no começo deste governo pela gestão anterior, se inscreveram em programas de moradia popular entre os anos de 2009 e 2016. A ideia é atualizar este número, a fim de que a administração municipal chegue a um diagnóstico fiel quanto à real demanda da política habitacional em Suzano. Segundo o titular da pasta de Planejamento Urbano, Elvis José Vieira, o procedimento tem a premissa de reorganizar o banco de dados da Diretoria de Habitação e, principalmente, de torná-lo mais eficaz e transparente quanto à demanda. O gestor lembra, ainda, que, atualmente, há 2,2 mil unidades populares em construção no município suzanense. "Até o momento, 2.150 atualizações foram efetuadas, mas se a expectativa de 2,5 mil cadastros concluídos se concretizar, que é o que esperamos que aconteça até sexta-feira, será possível trabalhar uma estratégia para baixar significativamente o déficit habitacional em Suzano dentro dos próximos meses", avalia Vieira. Para atualizar o registro, o mutuário precisa acessar o site da Prefeitura de Suzano e clicar no banner Atualização de Cadastro Habitacional. Há, ainda, a possibilidade de ter acesso ao formulário na página da Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação, ou na aba Serviços e Informações ao Cidadão. No ato, é necessário ter em mãos Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Número de Identificação Social (NIS), comprovante de renda, número de telefone para contato, endereço atual e e-mail. A campanha de recadastro acontece até sexta-feira e não permite novas inscrições. De acordo com o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR), o recadastramento habitacional é necessário, visto que a atual gestão herdou uma planilha com uma série de falhas, falta de informações, além de vários Termos de Ajuste de Conduta (TACs) que não foram cumpridos, deixando de beneficiar quem realmente precisa de moradia. "Com os novos dados adquiridos durante a campanha de recadastramento, a municipalidade vai conseguir ter legitimidade quanto ao número do déficit habitacional".

Deixe seu Comentário

Leia Também