quinta 18 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

22 UBS serão reformadas e Samu terá ambulâncias descentralizadas

22 junho 2017 - 08h01

O Serviço Móvel de Urgência e Emergência (Samu) de Suzano passará a ser descentralizado no próximo mês. Com isso, haverá uma ambulância fixa na Região Norte, uma no Pronto-Socorro (PS) e outra em Palmeiras. Além da mudança no serviço, a cidade terá a reforma de uma Unidade Básica de Saúde (UBS), por mês, a partir do segundo semestre. A iniciativa será possível por meio do lançamento do Plano da Saúde Suzanense (Prosuz). As informações foram confirmadas ontem pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) durante entrega de uma reforma no PS Adulto. Suzano conta atualmente com 22 Unidades Básicas de Saúde. Segundo o republicano, todas passarão por reformas. "O mais emergencial é o PA de Palmeiras que precisa de reforma e médicos. Também vamos descentralizar, a partir do próximo mês, o Samu que não ficará apenas no Centro de Suzano. Teremos uma ambulância na Região Norte, outra no PA e uma de forma exclusiva no PS, além da sede que continua na (Avenida Governador Mario Covas Junior, a Marginal do Una)", completa. O Prosuz conta com várias etapas, entre elas, a reforma das unidades de saúde, ampliação do horário de atendimento e informatização dos prontuários dos pacientes. Esta é a primeira vez que a cidade terá um programa semelhante ao Sistema Integrado de Saúde (SIS), de Mogi das Cruzes. A implantação total acontecerá até janeiro do próximo ano. De acordo Ashiuchi, a partir deste programa será feita, por exemplo, a reforma do Pronto Atendimento (PA) de Palmeiras. "À princípio iremos reformar e colocar algumas UBS's para funcionar com horário estendido, até as 20 ou 22 horas, além disso, todos aqueles casos simples como gripe, serão atendidos nos bairros, para diminuir o fluxo do PS e concentrar nele os atendimentos de casos graves". O prefeito frisa ainda, que a partir do programa, o sistema de saúde será informatizado e poderá apontar também o tempo de espera para consultas, quantas vezes o paciente foi ao médico, qual remédio toma, entre outras informações que vão colaborar com a saúde preventiva. "As pastas de Saúde, Esporte e Educação começarão um trabalho conjunto para que o cidadão saia do sedentarismo. Começamos no segundo semestre e implantaremos até janeiro um trabalho onde as secretarias atuarão na saúde preventiva". Além disso, a Prefeitura analisa a conclusão da obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Revista. De acordo com Ashiuchi, o custeio da unidade gira em torno de R$ 1 milhão ao mês, mas o repasse feito pela União é de R$ 250 mil. "Posso afirmar que terminaremos a obra da UBS do Jardim Revista e entregaremos algumas obras que já temos como a UBS da Vila Amorim, Jardim Brasil e Alterópolis. Nós estamos retomando e concluindo as obras para integrar o sistema que já temos, para oferecer uma saúde de qualidade", conclui.

Deixe seu Comentário

Leia Também