domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Tradição

32ª Festa da Cerejeira é aberta e tem comidas típicas e apresentações no Bunkyo

Expectativa dos organizadores é atrair 30 mil pessoas nos dois dias de festa

15 julho 2017 - 14h39Por Marcus Pontes - De Suzano

A tradicional Festa da Cerejeira de Suzano atraiu bom público neste sábado (15) a Associação Cultura Suzanense, o Bunkyo. Até o início da tarde, a programação do evento proporcionou aos visitantes diversas apresentações da cultura oriental. A programação prossegue neste domingo (16). A expectativa dos organizadores é atrair 30 mil pessoas nos dois dias de festa. A celebração deste ano terá entre as atrações principais o Concurso Miss Cerejeira Adulto e Miss e Mister Infantil.

De acordo com o diretor de marketing do Bunkyo, Marco Moribe, a festa atrai um público diversificado todos os anos. Desde o tradicional oriental, até o brasileiro de raiz. Para ele, o tradicional yakissoba é o prato que mais atraem visitantes. E neste ano, a preparação foi grande. Foram mais de duas toneladas de macarrão. Também é possível desfrutar de produtos e comidas na área ao ar livre do Bunkyo, onde o público terá a disposição mais de 30 barracas.

“Esta é a 32ª edição da Festa da Cerejeira. A festividade já está marcada no calendário municipal, bem como estadual. Isto por conta do resgate a cultura oriental, além de tantas outras que se uniram ao longo dos anos. Por isso, quero convidar a todos para vir, já que temos apenas uma vez no ano”, disse Moribe.

A tradição não está somente na realização da festa. O motivo é que depois da primeira visita, a paixão pela cultura oriental nasce. Assim, a visitação ao evento torna-se uma parada obrigatório todos os anos. E o casal André Aparecido Lucas e Karla Maria dos Ouros Nascimento seguem isto arrisca. “Viemos visitar uma vez, e já estamos na terceira vez consecutiva no Bunkyo. Todos os anos quando acontece a Festa da Cerejeira cumprimos com nossa presença. Claro, o motivo é a culinária. A cada ano fica melhor”, brincou Lucas.

Quando duas culturas – Oriental e Brasileira – se encontram o resultado é satisfatório. Os hábitos e costumes se unem, assim mantendo um legado duradouro. “Estudei junto com japoneses, então sempre participei da festa. Essa data era uma das mais esperadas por nós todos os anos. Para você ver que a tradição de união entre as duas culturas é verdadeira, a minha filha irá se apresentar”, contou a advogada Simone Batalha, ao falar sobre a importância da imigração japonesa no Alto Tietê.

Cerejeira

A primeira edição da Festa da Cerejeira foi realizada em 1986. Atualmente, a Associação Cultura possui 13 árvores floridas, além de nove plantadas. As primeiras mudas foram trazidas do Japão por Maney Miyazata e doadas para o Bunkyo. E desde então faz parte do calendário municipal e estadual.

TRADIÇÃO

A cerejeira é a flor símbolo do Japão. A floração dura apenas alguns dias. No Japão as famílias se reúnem embaixo das árvores para apreciar as flores e confraternizar. Em Suzano, a comunidade japonesa comemora o florir no Bunkyo.