domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

4,7 mil suzanenses devem regularizar o título de eleitor

18 abril 2017 - 08h00

Pelo menos 4,7 mil suzanenses estão em falta com a Justiça Eleitoral. A ausência nas últimas três eleições, sem justificativa e sem o pagamento da multa correspondente, resulta no risco de cancelamento do título. O prazo máximo para regularizar a situação será no dia 2 de maio. Os cartórios da cidade, 415ª e 181ª zona eleitoral, somam 4.705 suzanenses que estão em falta com a Justiça Eleitoral. Na primeira unidade são 2.179 eleitores que deixaram de votar nas últimas eleições. No segundo cartório, são 2.526 pessoas. O não-comparecimento em três eleições consecutivas pode levar o eleitor a ter o título cancelado. É importante ressaltar que a legislação considera cada turno de votação como um pleito. Uma eleição de dois turnos contabiliza duas faltas registradas. A orientação é de que as ausências sejam justificadas ou as multas quitadas. O valor simbólico, a cada falta sem justificativa, é de R$ 3,15. Para que a situação seja regularizada, é preciso que o eleitor compareça ao cartório até o prazo limite apontado. Se as pendências não forem solucionadas até a data indicada, o cidadão corre o risco de ter o título cancelado. O processo automático está previsto para acontecer entre os dias 17 e 19 de maio. Os eleitores facultativos, com idade entre 16 e 18 anos incompletos, maiores de 70 anos e analfabetos, não precisam comparecer ao cartório para regularizar o título. O técnico em enfermagem Obadias Reis Santos deixou de votar nas eleições municipais do ano passado. "Foi a primeira vez que estive ausente, me mudei há pouco tempo para Suzano e meu voto é em São Paulo. O processo foi tranquilo, estava ciente da minha falta e fui procurar informações. Já paguei a multa, em uma casa lotérica, agora é manter regularizado". BIOMETRIA Outras situações têm levado os suzanenses aos cartórios. De acordo com o analista judicial da 181ª Zona Eleitoral, Cristiano Fleck da Silveira, a procura pelo registro da biometria tem aumentado. "Em Suzano a biometria ainda não é obrigatória, mas a tendência é de que seja no futuro. Muitas pessoas já têm procurado para evitar a correria de quando o sistema for imposto. Os novos títulos emitidos, as segundas vias e transferências de municípios já contam com a tecnologia". A professora Viviane Arrelaro transferiu o título para a cidade. "A biometria é importante porque a gente não sabe mais em quem confiar, esta é mais uma segurança para evitar fraudes".