quinta 18 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

7 empresas recebem licenças para instalação e ampliação em Suzano

03 junho 2017 - 08h01

Sete empresas receberam da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) Licenças de Instalação (LI) em Suzano. O documento é para implantação de novas unidades na cidade ou ampliação da estrutura já existente. Entre os pedidos estão empresas de metalurgia, transporte, posto de combustível, além da Kimberly-Clark. Entre março e abril deste ano, o órgão estadual liberou 30 licenças à 23 empresas do município suzanense. Além das sete de instalação, seis foram Licenças Prévias (LP) e 17 Licenças de Operação (LO). O licenciamento ambiental ordinário é realizado nessas três fases sucessivas, e são outorgadas de acordo com o potencial poluidor de cada estabelecimento. As Licenças Prévias e de Instalação são concedidas na fase de planejamento da empresa e durante a instalação da atividade, como a instauração de equipamentos e construções no espaço. Em Suzano, as empresas Auto Posto Suzan Petro Ltda., Cotralti Log Cooperativa de Transporte e Logistica, J.J de Carvalho Design EPP, Kimberly-Clark Brasil Indústria e Comércio de Produtos de Higiene Ltda, Shiki Comercial Ltda e Uliana Indústria Metalúrgica Ltda receberam autorizações para ampliação e instalação. De acordo com a Cetesb, a legislação ambiental estadual prevê que, para determinadas atividades que não apresentem potencial poluidor elevado, o licenciamento é feito em duas fases: Licença Prévia concomitante com Licença de Instalação, que é o caso de seis instituições apresentadas na lista. Para depois receber a Licença de Operação. Além disso, existem atividades de potencial poluidor pouco significativo, que são licenciados por meio do Sistema de Licenciamento Simplificado (Silis). "O Silis é um sistema informatizado, calcado na certificação digital, onde empreendimentos de baixo potencial poluidor podem, via internet, obter o seu licenciamento ambiental por meio de um procedimento simplificado, no qual os documentos LP, LI e LO são concedidos com a emissão de apenas um documento", diz a Cetesb, em nota. O Silis também pode ser utilizado para a renovação da LO. É importante ressaltar que todas as ações envolvidas nesse procedimento são desencadeadas sem a necessidade de o usuário comparecer às Agências Ambientais.

Deixe seu Comentário

Leia Também