Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/12/2017
mrv

8 cidades da região estão entre as 50 do Estado com maior queda de raios

Novo levantamento de incidência de raios foi divulgado pelo Grupo de Elasticidade Atmosférica (Elat) do Inpe

Por Gabriele Doro - De Suzano26 SET 2017 - 08h00
Suzano tem a terceira maior incidência do Alto Tietê, com 13,09 km²/ano.Foto: Arquivo/DS
O Alto Tietê tem oito cidades nas 50 primeiras colocações do ranking estadual de registro de maior incidências de raios. O novo levantamento foi divulgado pelo Grupo de Elasticidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
 
Para elaborar o ranking, o instituto leva em consideração a densidade de descarga atmosférica por quilômetro quadrado (km²). Itaquaquecetuba é o município com maior incidência da região, com 15,33 raios por km² ao ano. A cidade ocupa a terceira colocação no Estado e o 254º lugar no ranking nacional.
Em segundo lugar, na região, está Ferraz de Vasconcelos, com 13,13 km²/ano. A cidade está na 11ª colocação do Estado. Suzano tem a terceira maior incidência do Alto Tietê, com 13,09 km²/ano. O município ficou no 13º lugar no ranking estadual. Além das três cidades, Poá, Guararema, Mogi das Cruzes, Arujá e Santa Isabel estão nas primeiras colocações do ranking do Estado.
 
Comparação
 
Comparados aos dados divulgados pelo Inpe em 2015, as duas primeiras cidades da região se mantiveram em sua colocação. A diferença é que, na ocasião, Itaquá era o município com maior incidência de raios do Estado, com 13,13 km²/ano. Mesmo com o aumento de densidade de descargas, a cidade caiu duas colocações em dois anos.
 
Ferraz de Vasconcelos, em 2015, estava na terceira colocação no ranking estadual. Na ocasião, foram computados 12,23 raios por km² ao ano. Suzano que tem a terceira colocação no ranking regional, em 2015, ocupava o sexto lugar no Alto Tietê e a 32ª colocação no Estado. Em dois anos, a cidade subiu 19 lugares no ranking estadual, passando de densidade de 11,09 km²/ano para 13,09 km²/ano. Há dois anos, Poá ocupava a terceira colocação (hoje está em quarto na região) e Guararema se manteve nos dois anos no quinto lugar. 
 
Levantamento
 
Segundo o Inpe, o novo levantamento divulgado traz dados mais precisos sobre a incidência de raios. Isso porque ele integra diferentes tecnologias de detecção de raios em superfície.
 
A diferença é atribuída às limitações do levantamento anterior feito com base em dados de satélites que apresentavam restrições devido à amostragem temporal (os satélites não eram geoestacionários), eficiência de detecção (dependente do tipo de tempestade) e discriminação entre as descargas que atingem o solo (raios) e aquelas que ficam dentro das nuvens.
 
A cidade com maior incidência de raios no País é Santa Maria das Barreiras, no Pará, que apresenta um índice de 44,32 raios por quilômetro quadrado por ano. O Estado com maior densidade é o Tocantins, com 17,1 raios por quilômetro quadrado.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias