quinta 18 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Alckmin promete 15 novos trens e entrega bicicletário com 576 vagas

11 maio 2017 - 08h01

A Linha 11 - Coral, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), ganhará a partir do próximo mês, 15 novos trens, sendo que serão entregues dois ou três a cada mês. Com a inclusão na linha que atende as cidades do Alto Tietê, os passageiros farão viagens diretas até a Estação Luz, sem a necessidade de baldeação em Guaianases. Já a conclusão da 2ª etapa de obras da Estação Suzano, só sairão após o descontingenciamento financeiro do governo do Estado. As informações foram apontadas ontem, pelo governador Geraldo Alckmin (PSBD) e secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, durante inauguração do bicicletário da Estação Suzano, que contza com 576 vagas. Segundo o tucano, atualmente, os trens que circulam na região fazem viagens diretas apenas no contrafluxo, com os novos vagões, serão mais 15 trens, em cada sentido, em circulação no horário de pico. Ainda de acordo com ele, até o final do ano deve estar em circulação na região a maior parte dos novos trens. Ao todo, foram investidos R$ 2 bilhões na compra de 65 trens, a serem distribuídos pelas linhas da CPTM. "Hoje entregamos o maior bicicletário da CPTM. São 1.045 m² de área construída e 576 vagas. Foram investidos R$ 9,1 milhões nesta obra e na construção da passarela. Com a entrega dos trens também resolvemos a questão das baldeações, dando mais conforto aos passageiros", comenta. Pelissioni completa que além da passarela e bicicletário, também foram entregues quatro escadas rolantes e serão entregues entre dois e três novos trens por mês à Linha 11, a partir de junho. "A 1ª necessidade é trocar os trens mais antigos da Linha 7 e colocar em operação mais trens na Linha 11. Até 2018 todos os carros estarão em circulação", explica. Sobre a finalização da segunda etapa de obras da Estação Suzano, o secretário estadual frisa que faltam recursos para concluir a estrutura. "A 2ª fase aguarda o descontingenciamento do Estado. Fizemos a licitação, uma empresa foi escolhida. A obra custará R$ 14 milhões, menor preço apresentado, mas por causa da crise não temos orçamento para esta obra. Precisamos aguardar e pode ser que no 2º semestre daremos início a contratação. A última etapa da obra contempla a conclusão do mezanino e segunda plataforma para receber os trens da Linha 12", destaca. MOGI DAS CRUZES Sobre a Estação Mogi, o governador atentou que dará mais informações no futuro e que neste momento é preciso aguardar.

Deixe seu Comentário

Leia Também