terça 21 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Alta procura leva hospital a afixar placa: 'Não dispõe de Pronto-Socorro'

Unidade foi inaugurada em 2023, mas funciona como unidade de retaguarda para pacientes da região

10 maio 2024 - 05h00Por Gabriel Vicco - de Suzano
O Hospital Regional do Alto Tietê (HRAT) colocou uma placa na sua entrada para informar os pacientes de que o prédio não conta com um pronto-atendimento.
 
A placa conta com a escrita: “o Hospital Regional do Alto Tietê não dispõe de Pronto Socorro”.
 
A Secretaria do Estado de Saúde informou, ao DS, que a colocação do aviso se deu por conta de uma alta demanda de pacientes buscando um pronto-atendimento no Hospital. Um dos motivos que causou a alta procura foi a dengue.
 
Além disso, a secretaria estadual explicou que o HRAT não está deixando de ser um pronto-atendimento, já que nunca contou com esse serviço. Foi reforçado que o prédio é um hospital de média e alta complexidade.
 
O Hospital Regional do Alto Tietê está localizado na Rua Prudente de Morais, 2200.
 
Em 2023, o HRAT foi inaugurado com a expectativa de funcionar com portas abertas, como reivindicava a classe política de Suzano e região.
 
GESTÃO
 
O Hospital Regional do Alto Tietê é gerenciado pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), desde 1 de julho de 2023. Possui contrato de gestão com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.
 
A instituição, presta atendimentos de média complexidade, especializados na área cirúrgica e atendimento de pacientes crônicos de longa permanência. Os pacientes são encaminhados via Siresp (Sistema Informatizado de Regulação do Estado de São Paulo) para vagas de internação e atendimento ambulatorial, portanto não haverá atendimento de portas abertas e nem de Pronto-Socorro.
 
O Hospital Regional do Alto Tietê faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS). 
 
A unidade também é referência no atendimento SUS de média e alta complexidade a moradores de 11 municípios. Recebeu R$18,2 milhões, investidos em 2023, para ser entregue à população.
 
Em 2023, além do governador, a cerimônia em Suzano reuniu o secretário estadual de Saúde, Eleuses Paiva, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), André do Prado, deputados, prefeitos, vereadores e gestores de saúde de serviços públicos e entidades conveniadas ao SUS de São Paulo.
 
Só para se ter uma ideia, o hospital tem capacidade para 189 leitos, sendo dez de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta. A nova unidade estadual de saúde vai atender a uma população de mais de 3 milhões de pessoas que vivem na Grande São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também