quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Alto Tietê estuda reposição de vagas na Saúde por meio do Programa 'Mais Médicos'

Lula retomou o programa com a abertura de 15 mil vagas. Até o final de 2023, serão 28 mil profissionais fixados

24 março 2023 - 05h00Por Guynever Maropo - de Suzano
As cidades do Alto Tietê estudam reposição de vagas na Saúde por meio do Programa ‘Mais Médicos’.
 
Segundo levantamento do DS nas prefeituras, já existem 24 profissionais cadastrados pelo programa. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retomou na última segunda-feira 20) o Mais Médicos para o Brasil, com a abertura de 15 mil novas vagas no País. A expectativa é que até o final de 2023, serão 28 mil profissionais fixados, principalmente nas áreas de extrema pobreza. 
 
Das novas vagas previstas para este ano, 5 mil serão abertas por meio de edital já neste mês. As outras 10 mil vagas serão oferecidas em um formato que prevê a contrapartida dos municípios. Essa forma de contratação garante às prefeituras menor custo, maior agilidade na reposição do profissional e permanência nessas localidades. 
 
O investimento por parte do Governo Federal neste ano será de R$ 712 milhões.
 
As prefeituras da região aguardam a publicação do edital do governo para solicitar a reposição das vagas no programa. A expectativa é que o edital seja publicado na próxima semana no Diário Oficial do governo federal. 
 
Suzano conta com 12 médicos cadastrados pelo programa e espera repor duas vagas nessa nova leva. "Caso haja possibilidade, a pasta solicitará quantas mais forem possíveis". 
 
Os profissionais atuam como generalistas na atenção primária da rede municipal, ou seja, nos postos de saúde, com bolsa paga pelo governo federal (R$ 15.750,00) e contrapartida da prefeitura (R$ 3 mil), em jornada de 40 horas semanais. 
 
Mogi das Cruzes tem quatro médicos cadastrados pelo programa atuando nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Já Itaquaquecetuba tem oito médicos contratados pelo programa atuando na cidade.
 
Ferraz de Vasconcelos não tem profissional do programa atuando. No entanto, pelo sistema tem cinco vagas pendentes e mais as reposições dos editais que foram encerrados. Necessitam de médicos generalistas e especialistas em saúde da família/comunidade para qualificar o atendimento e ampliar a cobertura da Atenção Primária Saúde nas UBS com Equipes da Saúde da Família (ESF).
 
Guararema segue no aguardo do edital para saber se terá direito em requisitar o programa. 
 
Até o fechamento da reportagem as demais prefeitura não deram resposta ao DS.
 
Programa
 
O Mais Médicos para o Brasil, criado em 2013 durante o governo da presidenta Dilma Rousseff, representou uma importante e inédita iniciativa de provimento de médicos. 
 
No entanto, nos últimos quatro anos, o programa sofreu com a falta de incentivos.