quinta 22 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Alto Tietê tem 109 adolescentes detidos na Fundação Casa

Unidades de atendimento socioeducativo estão em Arujá e Itaquaquecetuba

18 dezembro 2022 - 16h00Por Ingrid Leone - de Suzano
A região tem 109 internos em três unidades da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente, a Fundação Casa. As divisões estão em Arujá e Itaquaquecetuba. 
 
Os internos são, em sua maioria, pardos, com o Ensino Fundamental II completo e entre 16 e 18 anos. 
 
Divididos entre a Casa Arujá, Casa Terra Nova e a Casa Itaquá, ambas em Itaquá. As unidades contam com 43, 35 e 31 jovens, respectivamente. 
 
Segundo a Fundação Casa, os principais atos cometidos pelos adolescentes são roubo qualificado (56), tráfico de drogas (29) e estupro (6). Em seguida, surge roubo simples (4), furto qualificado (3), furto (2) e homicídio simples (2). 
 
Infrações como roubo qualificado tentado, roubo qualificado, lesão corporal dolosa, latrocínio (roubo qualificado pelo resultado de morte), homicídio doloso e estupro qualificado também estão presentes. 
 
A idade desses jovens é de 13 a 18 anos. Em sua maioria, os detidos têm 16, 17 e 18 anos.
 
No Alto Tietê, entre os principais municípios de residência, os adolescentes nasceram em Itaquá (28), Suzano (22), Ferraz (16), Mogi (12) e Poá (10). 
 
Os dados da Fundação separa os internos em pardos, brancos e negros. Os pardos são maioria, com 63 detidos. Seguido de 31 brancos e 15 internos pretos. 
 
Quanto ao nível de escolaridade, é separado em Ensino Fundamental II (56), Ensino Médio (50), Ensino Fundamental I (2) e Ensino Médio Completo (1). 
 
FUNDAÇÃO CASA
 
A instituição é vinculada à Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania e trabalha para aplicar medidas socioeducativas seguindo as diretrizes e normas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e no Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE). A assistência prestada pela Fundação Casa é para jovens de 12 a 21 anos incompletos, residentes no Estado de São Paulo. 
 
As medidas são determinadas pelo Poder Judiciário e aplicadas de acordo com o ato infracional e a idade dos jovens, entre elas estão as medidas socioeducativas de privação de liberdade (internação) e semiliberdade. 

Deixe seu Comentário

Leia Também