sábado 15 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Suzano

‘Apagões’ ainda preocupam comerciantes e população do Centro

Vendedores precisam recorrer a outros meios para não perder mercadorias e clientes

26 abril 2019 - 23h56Por Daniel Marques - de Suzano
As constantes queda de energia elétrica na região central de Suzano continuam preocupando moradores e comerciantes.
Os “apagões” prejudicaram a vida das pessoas, que tiveram de buscar soluções para não interromper as vendas ou perder mercadorias.
 
Thales Noronha, 22, é operador de caixa em uma confeitaria. Ele afirma que precisa recorrer à filial de Poá para não perder mercadorias por conta dos constantes apagões. "Ligamos para eles virem buscar os bolos e doces, para que não estraguem. Eles levam e colocam em uma geladeira. Os de morango ou maracujá são altamente perecíveis."
 
As lojas que trabalham com sistemas precisam religar toda a rede quando falta luz. Esse é um processo muitas vezes demorado. Aparelhos como televisões, por exemplo, precisam ser ligados manualmente. Segundo Emerson Prado, 39, gerente de uma loja de artigos para festas, a melhor forma para lidar com os clientes é usar o bom senso. "É uma loja tradicional, então tivemos que ter jogo de cintura para não perder os clientes. Sempre com um sorriso no rosto, para convencer o cliente de que se trata de um caso isolado", conta.
 
Moradores e comerciantes
 
No entanto, alguns moradores e comerciantes não tiveram prejuízo ou não sofreram com os apagões. Celso Camargo, 44, gerente de um açougue no centro, afirma que "não teve prejuízos até o momento" e que "as quedas foram rápidas". Já Priscila Naves, 38, moradora da região, afirma que as quedas "não causaram transtornos".
 
EDP 
 
Sobre as quedas de energia, a EDP informou que um ônibus colidiu em um poste que abastece parte da região central da cidade. A Empresa ressalta que equipes fizeram a substituição do poste e rede danificados, e o fornecimento de energia foi normalizado.
 
As quedas da segunda-feira (18), segundo a fornecedora, ocorreram por um ato de vandalismo que foi registrado na rede da Companhia, o que fez com que o sistema de proteção entrasse em operação. 
 
Dessa forma, alguns clientes registraram piques no fornecimento de energia. A EDP afirma que o sistema encontra-se 100% normalizado.