quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Entrevista com Ashiuchi

Ashiuchi cita 7 escolas, 12 creches, novo terminal e R$ 1,5 mi em segurança

Na segunda parte da entrevista, iniciada no domingo, prefeito fala de educação, segurança e mobilidade urbana

04 abril 2023 - 08h15Por De Suzano

O DS publica, nesta terça-feira (4), a segunda parte da entrevista com o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL). A primeira parte foi divulgada na edição de domingo, no aniversário de 74 anos, da cidade. Desta vez, Ashiuchi fala sobre educação, segurança e mobilidade urbana. Leia a entrevista abaixo.

DS: Na Educação, gostaria que o sr. enumerasse, se possível, a quantidade de escolas entregues e a previsão de novas.

Ashiuchi: Nossa gestão foi marcada por muitas entregas envolvendo a Educação. Desde 2017, inauguramos sete escolas municipais e 12 creches comunitárias, por meio de convênios com entidades de Suzano. Para este ano estamos programando mais três creches comunitárias. E é importante destacar também mais ações envolvendo a Educação, como capacitação dos profissionais, em especial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV); investimento em tecnologia na sala de aula, com chromebooks e atividades a partir das plataformas Matific e Google for Education; renovação da parceria com o Sesi para aquisição de material didático; e muitas outras.

DS: Na área da Segurança, Suzano vem se destacando com a GCM, na parceria com as polícias Militar e Civil. Os novos equipamentos também têm contribuído? Haverá, por exemplo, aumento no número de câmeras de novos agentes da GCM?

Ashiuchi: A segurança suzanense passou por uma transformação importante nos últimos anos, recebendo investimentos nunca antes vistos na cidade. Entre eles está a implantação da Central de Segurança Integrada (CSI), totalmente equipada para auxiliar as forças de segurança atuantes no município. Suzano hoje dispõe de 76 câmeras de monitoramento e 32 do Sistema Detecta, em parceria com o governo estadual, para verificação de veículos em situação irregular nas vias e espaços públicos. Todas estão conectadas à CSI, onde as imagens são verificadas 24 horas por dia. Além disso, há mais de mil equipamentos nas escolas da rede municipal de ensino, também com captação em tempo real. Vale pontuar que a Secretaria Municipal de Segurança Cidadã também promove estudos permanentes, inclusive para a análise de necessidade de mais câmeras em pontos estratégicos da cidade. Recentemente, em dezembro, apresentamos o novo Grupamento de Proteção Ambiental (GPA) da Guarda Civil Municipal (GCM). Também fizemos a entrega de 76 novas pistolas 9 milímetros e convocamos mais 16 agentes para a corporação. Além disso, contamos com outros grupamentos especiais, como a Patrulha Maria da Penha, que é referência nacional, a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) e a Ronda Ostensiva Motorizada (Romo). Hoje, nosso efetivo é de quase 200 pessoas, contando com o empenho de homens e mulheres dedicados à segurança de Suzano. Só em 2022, foram investidos R$ 711.590,14 por meio de emendas impositivas de vereadores e deputados para aquisição de veículos, armamentos e equipamentos, reformas, custeio, entre outros, e R$ 800.000,00 com contratação e formação.

DS: Como está o programa de pavimentação? Quantas ruas ainda precisam ser asfaltadas?

Ashiuchi: Desde o início do nosso governo, conseguimos concretizar serviços de revitalização viária em quase 300 quilômetros de ruas, avenidas e estradas em todos os cantos da cidade. Levamos não só novo pavimento como também toda a estrutura necessária, como sistema de drenagem eficiente, e garantimos diversas melhorias, como manutenção da iluminação pública, nova sinalização de trânsito e zeladoria urbana. Só em 2023, 56 vias públicas já foram pavimentadas. E, neste momento, mais 40 estão com obras em andamento, em licitação ou com projeto sendo elaborado. Mas a expectativa é de que muitas outras possam entrar na programação de obras ao longo do ano.

DS: Vez ou outra volta a discussão em termos do projeto do calçadão da Rua General Francisco Glicério. Há ainda previsão sobre isso? Em relação a padronização de calçadas e fachadas de lojas do comércio, a Prefeitura pode entrar nessa discussão para propor projetos para melhorar o aspecto visual do Centro?
Ashiuchi: Nós acreditamos que a requalificação da rua General Francisco Glicério como um todo tende a garantir mais segurança e qualidade de vida à população, pois é uma das vias mais importantes da cidade e recebe milhares de pedestres diariamente. A administração municipal reforça seu interesse e sua atuação neste assunto. Há um projeto de aprimoramento urbanístico da área central da cidade que está em etapa de captação de recursos públicos. Essa iniciativa incluiria uma atenção mais abrangente, como melhoria da ocupação dos espaços públicos, despoluição visual, harmonização, entre outros pontos.

DS: O senhor acredita que até o final do seu segundo mandato, Suzano terá a alça de saída do Rodoanel?

Ashiuchi: Este é um projeto que, se dependesse unicamente de nós, estaria concretizado. Temos nos empenhado bastante junto ao governo do Estado de São Paulo para que esse importante dispositivo previsto para a avenida Major Pinheiro Fróes, a SP-66, venha a sair do papel. A gestão estadual mudou, mas esse projeto não deixou de ser prioritário. O governador Tarcísio de Freitas já demonstrou uma atenção especial para a região do Alto Tietê e as expectativas são as melhores possíveis para que, dentro em breve, tenhamos uma alça de saída que será fundamental para a mobilidade urbana de Suzano e cidades vizinhas, bem como para melhoria do escoamento da produção local. Contamos nos últimos anos com a participação integral de parlamentares engajados neste intento, e acredito que a eleição do deputado André do Prado como presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) poderá ser um fator a mais para tornarmos realidade uma promessa que se estende há tantos anos.

DS: Em termos de Mobilidade Urbana e trânsito, há mudanças previstas?

Ashiuchi: Como citado, estão nos planos da cidade a abertura da rua Sete de Setembro, o prolongamento da avenida Senador Roberto Simonsen e a implantação da alça de saída no Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21). Além disso, buscamos a construção de uma nova alça de acesso ao viaduto Leon Feffer, na avenida Jorge Bei Maluf. O local dará maior agilidade aos motoristas que vêm de Mogi das Cruzes a Suzano. Ainda falando em mobilidade urbana, neste mês de abril, iniciaremos a construção do Terminal Sul de Palmeiras, que deverá durar entre 12 e 15 meses. Queremos proporcionar boas condições para os moradores se deslocarem no município e, por isso, estamos empenhados em proporcionar os serviços necessários, que englobam as obras de infraestrutura e as pavimentações. 

Deixe seu Comentário

Leia Também