terça 21 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Assistência Social realiza capacitação de profissionais no Cras Centro

Encontro reforçou orientações sobre elaboração de relatórios encaminhados aos órgãos estaduais e federais

13 maio 2024 - 18h00Por De Suzano

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Suzano realizou na manhã desta segunda-feira (13/05) uma capacitação técnica para cerca de 30 profissionais da pasta no auditório do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Centro, situado na rua Monsenhor Nuno, 565. O encontro teve o objetivo de promover orientações sobre a elaboração de relatórios que são encaminhados à rede de proteção e aos órgãos estaduais e federais, relacionados aos atendimentos prestados à população. A formação foi conduzida pela assistente social do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), Ilka Custódio de Oliveira.

Participaram da qualificação assistentes sociais, assistentes jurídicos e psicólogos sociais que atuam nos Cras de Palmeiras, Casa Branca, Boa Vista, Centro e Gardenia Azul; no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas); no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti); e na Associação Reduca, que desenvolve o Peti em Suzano.

A proposta da qualificação foi contemplar, de maneira abrangente, uma representação expressiva dos colaboradores da secretaria, que atuam no atendimento aos diferentes públicos contemplados pela pasta, para que órgãos públicos como o Tribunal de Justiça e o Ministério Público possam ter mais subsídios para tomar as medidas em relação aos fatos que são retratados nos relatórios. Assim, a lista de presença foi preenchida por profissionais que acolhem demandas específicas de cada grupo atendido, como mulheres, idosos, crianças, adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade social.

Da mesma forma, também foram escolhidos representantes dos diversos serviços que são ofertados à população. Estiveram reunidos trabalhadores responsáveis pelos registros do Cadastro Único (CadÚnico), especialmente do Bolsa Família; pelas violações de direitos; pelos serviços de convivência; pelo fortalecimento de vínculos para crianças e adolescentes e pelas medidas socioeducativas.

A assistente do TJ-SP afirmou que a preparação desses relatórios é fundamental para a compreensão da realidade da assistência social no município. “Há de se considerar as questões éticas e as diferentes visões de mundo que formam nosso crivo para elegermos o que é relevante na composição dos documentos técnicos. Por isso, temos de garantir um aprofundamento teórico permanente e a especificidade dos profissionais, para preservarmos a direção social do trabalho”, declarou Ilka.

O secretário Geraldo Garippo destacou a relevância de manter os profissionais atualizados sobre as melhores práticas em relação às exigências da pasta. “Muitos atendimentos que realizamos nas unidades municipais são encaminhados para outras instâncias do Poder Público, como nos casos relacionados à violação de direitos. Por isso, é muito importante alinharmos nossa atuação ao que é exigido pelo TJ-SP e pelo Ministério Público, entre outros, para que possamos garantir o suporte adequado às famílias mais vulneráveis”, explicou o titular da pasta.

Deixe seu Comentário

Leia Também