Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 23 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2017
mrv

Caged: cidades criam 718 novos empregos com carteira assinada

Para se ter uma ideia, enquanto o oitavo mês deste ano fechou com o saldo positivo de 974 vagas ocupadas

Por Pâmela Queiróz - Especial para o DS29 SET 2017 - 11h00
Vagas entre janeiro e agosto tem saldo positivoFoto: Arquivo/DS
As cidades do Alto Tietê criaram 718 novos empregos em agosto deste ano se comparado ao mesmo mês de 2016. Em um ano, o crescimento é de 280,47%. Para se ter uma ideia, enquanto o oitavo mês deste ano fechou com o saldo positivo de 974 vagas ocupadas. No ano passado, apesar de ainda estar com o saldo positivo, o mesmo mês se encerrou com 256 oportunidades preenchidas. Os dados são do Ministério do Trabalho e fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
 
O balanço aponta ainda que apenas três cidades da região fecharam agosto com saldo negativo: Suzano (-5), Guararema (-7) e Poá (-49). Os demais municípios do Alto Tietê empregaram mais que demitiram, entre os que tiveram os melhores resultados estão Itaquaquecetuba (606) e Mogi das Cruzes (198). Outras cidades que também demonstram bons saldos são Arujá com 99 oportunidades preenchidas e Ferraz de Vasconcelos com 83.
 
Em contrapartida, em 2016, o cenário era bem diferente e a região ainda transparecia os reflexos da crise econômica. Isso porque seis das 10 cidades do Alto Tietê fecharam agosto com saldo negativo: Arujá (-76), Biritiba Mirim (-6), Ferraz (-8), Guararema (-35), Poá (-64) e Santa Isabel (-18). No último ano, Itaquá também teve saldo positivo com a ocupação de 221 vagas. Na sequência estava Suzano com 177 oportunidades, Mogi com 37 e Salesópolis com 28.
 
Entre janeiro e agosto de 2017, o saldo também é positivo. No período, o Alto Tietê conseguiu criar 4.298 vagas de emprego formal. Em oito meses, apenas Biritiba e Poá tiveram o saldo negativo, ou seja, fizeram mais demissões do que contratações, tendo a primeira cidade fechado 34 postos de trabalho e a segunda, demitido 817 pessoas.
 
Por outro lado, Itaquá e Mogi foram os municípios que mais contrataram, 1.806 e 1.725, respectivamente. Ainda no ranking regional se destacam Suzano com a contratação de 626 trabalhadores e Arujá com 335. 
 
Nos últimos 12 meses, na sequência dos bons resultados, o Alto Tietê também teve resultado positivo com a criação de 261 oportunidades. Contudo, Poá soma a maior quantidade de demissões, 1.169 e Itaquá o maior número de contratações, 579.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias