segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Central de câmeras será implantada em antigo prédio do Legislativo

21 julho 2017 - 11h20Por Pâmela Queiróz - De Suzano
Suzano reativará ainda neste ano, o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM). A cidade ganhará, até novembro, uma Central de Monitoramento. O setor será implantado no antigo prédio da Câmara, no Paço Municipal. As informações foram divulgadas pelo secretário de Segurança Cidadã, Fátimo Aparecido Rodrigues. Nesta quinta-feira (20), as chaves da antiga sede foram entregues ao prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR).
 
Rodrigues contou que a unidade deverá integrar todas as corporações de segurança do município. "Estamos em fase de licitação para a Central de Monitoramento, para vigiar todas as entradas e saídas da cidade, além de todos os prédios públicos e privados. Este processo deve demorar três meses. Nosso objetivo é tornar Suzano uma cidade inteligente, ou seja, como integração de todas as corporações na Central de Monitoramento", explica.
 
Ainda segundo ele, o projeto visa colocar a central de videomonitoramento no prédio onde funcionava a Câmara Municipal. "Faremos uma base específica, em nível de órgão federal, com reativação da GGIM. Esta ação está em fase de implantação e temos ainda o projeto da Vigilância Solidária", adianta.
Rodrigues afirma que o prazo para iniciar a central na antiga Câmara será entre três e quatro meses. O projeto, que modificará a estrutura do local, já esta na Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação. "É um projeto audacioso, mas muito eficaz, e diante do andamento, no próximo ano, Suzano deve contar com o sistema completo", garante. 
 
Detecta
 
O Sistema Detecta, em que acontece a integração das câmeras OCR a um sistema de internet, também será acoplado ao videomonitoramento da Prefeitura. "Queremos a integração da GCM, polícias Civil e Militar, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, para traçar estratégias. Este é o objetivo de uma cidade inteligente, trabalhar de forma integrada, para que tenhamos efetividade. Também já estamos em tratativas com o Estado. Já mostramos o projeto e agora é só aguardamos os trâmites legais para firmar o convênio. A SSP (Secretaria de Estado de Segurança Pública) ficou de fazer uma análise das câmeras que temos nos radares para ver se elas são compatíveis com o sistema, e precisamos aguardar", finaliza.