terça 28 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Comércio mogiano gerou mais de 1,6 mil empregos em 2022; ACMC avalia avanço

Entidade fez projeção para desempenho do setor no próximo ano

02 janeiro 2023 - 15h00Por de Mogi

O ano termina com saldo positivo para o comércio mogiano que gerou mais de 1,6 mil empregos e obteve resultados importantes para a retomada econômica do setor. A expectativa para 2023 é que o segmento continue avançando mesmo em passos de recuperação. 

Para a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), a inauguração do novo shopping e de grandes empreendimentos imobiliários, que fomentam os negócios nos bairros, ajudarão a fortalecer os números no próximo ano.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que apenas entre janeiro e novembro, o comércio obteve um saldo positivo de 1.641 novos postos de trabalho. Ao todo, o setor responde por mais de 23,7 mil vagas com carteira assinada do município.

Ao longo dos últimos meses, o comércio foi beneficiado por injeções de recursos que colaboraram para o seu desempenho. Alguns dos principais reforços no primeiro semestre foram a antecipação do décimo terceiro de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a liberação do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), além da ampliação do Auxílio Brasil.

“Registramos o retorno dos consumidores, fato que impactou o desempenho, principalmente das principais datas comemorativas. No entanto, neste ano registramos alta na inflação que interferiu no poder de compra, especialmente de itens básicos como alimentos, gás de cozinha e combustíveis. A situação foi refreada nos últimos meses, mas impediu um crescimento mais consistente”, analisou a presidente da ACMC, Fádua Sleiman.

Os últimos dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram o avanço das vendas do comércio varejista que cresceu 0,4% de setembro para outubro. Esta é a terceira alta seguida do índice. Para 2023, as expectativas são positivas. De acordo com o boletim Focus, o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 0,79%.

A presidente da Associação Comercial ressaltou que o setor aguarda medidas tanto do governo federal quanto do estadual que estimulem o consumo. “O comércio espera ainda apoio por parte do poder público para os empreendedores, como a aprovação da revisão do teto do Simples Nacional, que ajudará a fortalecer os pequenos e médios negócios”, acrescentou.

Deixe seu Comentário

Leia Também