quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Defesa Civil de Suzano é acionada dez vezes em 24h; Alto Tietê tem desalojados e casas interditadas

Defesa Civil foi acionada dez vezes somente em Suzano até a manhã desta quarta-feira (01)

02 fevereiro 2023 - 05h00Por Ingrid Leone - de Suzano
Ao menos cinco cidades foram impactadas pela chuva desta terça-feira (31). Causou desde enchentes até deslizamentos. A Defesa Civil foi acionada dez vezes somente em Suzano até a manhã desta quarta-feira (01). 
 
No município houve quedas de muros no Jardim Colorado e no Jardim Casa Branca, o imóvel estava em obras e precisou ser interditado, e de duas árvores na estrada do Pau a Pique, na região da Chácara Sete Cruzes. Não houve vítimas. 
 
Com o dia mais chuvoso de janeiro, registro de 75 milímetros, o último dia do mês deixou alagamento no Jardim Monte Cristo e no Jardim Maitê. Os agentes da Defesa Civil seguem neste último bairro monitorando a situação.
 
Na região, em Mogi das Cruzes, os bairros a oeste da cidade vêm registrando os maiores volumes de chuva da cidade nos últimos dias. De domingo até esta terça-feira, a região do Jardim Santos Dumont registrou 186,8 mm de chuva, enquanto no distrito de Jundiapeba foram 157,4 mm. 
 
Segundo a Prefeitura, o grande volume registrado em dias seguidos dificulta a absorção da água pelo solo e o escoamento pelos sistemas de drenagem, córregos e rios. 
 
Somente nesta terça foram registrados 52,1 mm de chuva no ponto de medição do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), na Ponte Grande. No distrito de Jundiapeba, foram registrados 87 mm de chuva, de acordo com os dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Já no Jardim Santos Dumont, que já havia sido castigado na segunda-feira (30), foram 72 mm.
 
A Defesa Civil de Mogi também recebeu um acionamento sobre a queda da laje de um imóvel na Vila Cintra. Os técnicos já realizaram uma vistoria no local, o imóvel foi interditado e o responsável recebeu orientação sobre os procedimentos a serem adotados. Também foram registrados chamados relativos ao Parque São Martinho e ao Jardim Margarida, que estão sendo atendidos pelas equipes.
 
Itaquaquecetuba também registrou uma casa interditada. A Prefeitura destacou que com a chuva de 82 mm na última segunda-feira (31), houve alguns pontos de alagamento nos bairros Vila Japão, Maria Augusta e Tipoia.
 
No bairro Louzada ocorreu a queda de uma barreira e uma casa interditada. 
 
Nas outras cidades da região, houve consequências menos impactantes, como queda de galhos em Ferraz de Vasconcelos e um ponto de alagamento na região central de Poá. Em Guararema, a cidade ficou sem ocorrências diante das chuvas. O DS buscou os impactos nas cidades de Arujá, Biritiba Mirim, Santa Isabel e Salesópolis, mas não obteve retorno.