Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
PMMC ENTREGAS
Centerplex 19 a 25/09
Suzano

Em ruínas, prédio do antigo Cenaturis aguarda projeto para ser Centro Esportivo

Local está abandonado. Moradores vivem expectativa de que o prédio seja transformado em um centro esportivo

Por Daniel Marques - de Suzano24 AGO 2019 - 23h56
Em ruínas, prédio do antigo Cenaturis aguarda projeto para ser Centro EsportivoFoto: Sabrina Silva/DS
Moradores e frequentadores do entorno do prédio onde funcionou durante muito tempo um Centro Nacional de Turismo (Cenaturis), no Distrito de Palmeiras, pedem para que o espaço seja usado de alguma forma que beneficie a população.
Localizado no número 10.450 da Rodovia Índio Tibiriçá (SP-31), o local, segundo relatos, já funcionou como um grande clube que tinha piscinas, áreas de lazer e até danceterias.
 
Durante o DS Entrevista, o secretário de Esportes Arnaldo Marin Júnior, o Nardinho, afirmou que a administração municipal esteve no local recentemente conversando com responsáveis pelo terreno, e que pode ser feito projetos para um destino ao prédio. Moradores querem um centro espotivo. 
 
O presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) de Palmeiras, Gustavo Ferreira, apoia a construção de uma área de lazer no local. "Ali poderia se transformar em um clube para tirar crianças da rua ou lazer para as famílias, algo que não tem em Palmeiras. O Conseg concorda com essa ideia", afirma.
 
O prédio, bem como praticamente toda a área do entorno, estão praticamente abandonados. O DS foi ao local e constatou que algumas pessoas trabalham com adubo lá. 
 
A vegetação está alta e há troncos de árvore jogados por praticamente toda a área do terreno. Dentro do prédio, é possível ver lixo, incluindo pneus, muita madeira jogada e telhados quebrados. Até bois foram vistos no local, que também tinha um cheiro podre muito forte. Alguns funcionários dizem que o local está parado há cerca de 15 anos. Lá, eram realizados vários tipos de eventos, incluindo festas de carnaval. 
 
O porteiro Hélder Alexandre, 32, é a favor da construção de um centro esportivo no local. Segundo ele, uma opção de lazer poderá suprir a necessidade da população que vive na região de Palmeiras. "Tem muitas chácaras aqui, seria bacana para todos, inclusive para quem mora no Jardim Dora ou no Ipelândia", disse.
 
Já a Sheila Inácio Bueno, 37, não quer a construção de um centro esportivo porque, segundo ela, a segurança das pessoas que trabalham próximas seria colocada em xeque. Ela trabalha em uma empresa que fica na frente do terreno. "Seriam muitas pessoas e não sabemos quem é quem. Eu não me associaria em um clube aqui", disse.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias