segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Escolas aprovam projeto de instalação de radar próximo às unidades

Diretores dizem que medida já deveria ter sido tomada

25 outubro 2017 - 10h00Por Lucas Lima - De Suzano
Prevendo maior segurança aos alunos, escolas de Suzano consideram positivo o projeto federal, que torna obrigatória a instalação de radares próximos às unidades de ensino, situadas em rodovias, com o objetivo de prevenir acidentes. De acordo com os diretores, a medida deveria ter sido tomada há alguns anos, uma vez que estudantes já foram vítimas de acidentes e ficaram gravemente feridos. Enquanto isso, as unidades orientam os alunos a tomarem cuidado na volta para casa.
 
Em Suzano, uma das unidades que já conta com um radar em frente à Escola Estadual (E.E) Chojiro Segawa, localizada na Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31). O diretor da escola, Edson dos Santos Marques, disse que se não tivesse o aparelho eletrônico muitos acidentes na área poderiam ter sido registrados. "A rodovia é perigosa e sem esse radar, acredito que colocaríamos em risco tanto a vida dos alunos, quanto a dos pais que vêm buscá-los. A unidade tem um dos maiores pólos de transporte e para isso fizemos uma baia dentro da escola para que os ônibus peguem os estudantes dentro da unidade. Assim, amenizamos o perigo de acidente. Alguns vão embora andando. Para esses, nós os orientamos e, muitas vezes, os acompanhamos até certo trecho da via. Acredito que o projeto deveria ser aprovado para valer em todas as escolas", explicou.
 
Já na E.E Doutor Geovanni Batista Raffo, situada a 50 metros da SP-31, a coordenadora Andréa Gonçalves da Silva comentou que os radares da rodovia estão bem localizados e tem solucionado, por hora, a preocupação com os alunos. "A proposta federal é de extrema importância. Isso porque visa a segurança dos alunos e até mesmo da população que anda no entorno das escolas. Aqui, a maioria dos estudantes vai embora de ônibus, mas tem alguns que vão andando. Ficamos apreensivos, mas falamos todos os dias para tomarem cuidados. Para facilitar e aumentar a segurança tem o radar na rodovia, que fica próximo à unidade".
 
Na E.E Jussara Feitosa Domschke, a situação que os alunos enfrentam todos os dias é preocupante. Localizada há aproximadamente 100 metros da Rua Doutor Prudente de Moraes (SP-66), os estudantes todos os dias arriscam a vida atravessando a via. Porém, muitos deles andam fora da faixa. 
O diretor da escola, José Jair Nogueira, falou que alunos e pais já foram prejudicados pela falta de radar na SP-66. "Há 1,2 mil alunos e muitos deles vão embora andando e cruzam a SP-66. Já tivemos estudantes atropelados e até mesmo pais que perderam a perna, quando transitavam pela rua. Apoio o projeto de instalação de aparelho eletrônico próximo às escolas situadas em rodovias, pois sei o quanto é importante para a segurança de todos", completou. 

Deixe seu Comentário

Leia Também