Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 05 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2019
Evatânia Psicopedagoga
COLÉGIO PLENITUDE
SOLIDARIO2019

Estevam reivindica Rede Lucy Montoro para Suzano

Ao receber a demanda, a secretária garantiu que se unirá ao parlamentar nesta luta pelo Alto Tietê

Por de Suzano08 AGO 2019 - 10h01
Demanda surgiu na última reunião que o deputado realizou com a equipe técnica da Secretaria Estadual da Saúde, no HC suzanenseFoto: Divulgação
O deputado Estevam Galvão (DEM) realizou na manhã desta quarta-feira, 7, audiência com a secretária estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão, para solicitar a instalação de uma unidade da Rede Lucy Montoro nas dependências do Hospital das Clínicas, em Suzano.
 
A demanda surgiu na última reunião que o deputado realizou com a equipe técnica da Secretaria Estadual da Saúde, no HC suzanense. “Avaliamos inicialmente a possibilidade de instalação de mais equipamento nas dependências do Hospital e é perfeitamente possível. Oficializei o pedido à nossa secretária, que analisará o pleito juntamente com a pasta da Saúde. Será um grande avanço para Suzano e região no atendimento das demandas de reabilitação e tratamento de doenças físico incapacitantes”, afirmou o deputado.
 
Ao receber a demanda, a secretária garantiu que se unirá ao parlamentar nesta luta pelo Alto Tietê: “O deputado Estevam Galvão nos traz um pedido importante e necessário, que será analisado para que Suzano tenha também um Centro para tratamento das pessoas com deficiência”, adiantou Célia Leão.
 
Atualmente, a unidade da Rede Lucy Montoro mais próxima está na Capital, com difícil acesso para os moradores de Suzano e região. O espaço tem como objetivo proporcionar o melhor e mais avançado tratamento de reabilitação para pacientes com deficiências físicas incapacitantes, motoras e sensório-motoras. Para tanto, são realizados programas de reabilitação específicos, de acordo com as características de cada paciente.
 
Os tratamentos são realizados por equipes multidisciplinares, composta por profissionais especializados em reabilitação, entre médicos fisiatras, enfermeiras, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, educadores físicos e fonoaudiólogos.
 
Entre as incapacidades tratadas pela Rede, destacam-se: lesão encefálica e medular, paraplegia; tetraplegia; amputação de membros; doença de parkinson; esclerose múltipla; lesão do sistema nervoso periférico; síndrome de Guillain Barré; doenças osteomioarticulares; síndrome de Down (até 12 anos de idade); hemofilia; baixa visão e cegueira. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias