Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 15 de novembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/11/2019
Pmmc Refis 2019
PMMC NOVEMBRO AZUL
COLÉGIO PLENITUDE
PMMC MIGO
PMMC SEGURANÇA

Estrada do Furuyama pode ser beneficiada por programa do Estado

Segundo a Prefeitura, por meio da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos (UPAE), a estrada é importante para o descolamento dos produtos agrícolas

Por Fernando Barreto - de Suzano08 NOV 2019 - 08h13
Estrada pode ser beneficiada com novo programa estadualFoto: Sabrina Silva/DS
A Prefeitura de Suzano confirmou que quer fazer parte do programa estadual 'Novas Vicinais', e que verba será destinada para a Estrada do Furuyama, localizada na região norte da cidade.
 
Segundo a Prefeitura, por meio da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos (UPAE), a estrada é importante para o descolamento dos produtos agrícolas.
 
"A via indicada tem importância pela logística de escoamento da produção agrícola. Todos os trâmites burocráticos serão seguidos conforme as exigências do programa", informou a administração municipal. O DS foi à estrada do Furuyama e constatou que a via não possui asfalto em mais da metade de sua extensão. Para o serralheiro José Marcos, que passa pela estrada diariamente, disse que o programa será útil e importante para a melhoria da via.
 
"Moro na região há pelo menos 30 anos, e há pelo menos dois anos passo todos os dias aqui. Se a verba vier mesmo, será muito bom para os moradores, pois somente uma parte é asfaltada", disse o serralheiro. O programa anunciado pelo governador João Doria, e seu secretário de Logística e Transporte, João Octaviano Machado Neto, o "Novas Vicinais", contempla em destinar verbas para asfaltar 1.103 estradas vicinais no Estado. Mais de 11,4 mil quilômetros serão pavimentados, terão melhorias na sinalização e novo sistema de drenagem.
 
"As estradas vicinais têm importância significativa no interior e litoral de São Paulo. Elas são usadas para o escoamento da produção agrícola - nosso estado tem 22% da produção agrícola nacional -, acesso aos portos e aeroportos, deslocamento da população aos centros urbanos e de consumo e fomento ao turismo", disse o governador João Doria.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias