sábado 22 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Polícia

Furtos e estupros lideram crescimento de crimes em Suzano

Em comparação ao mesmo período do ano passado, os crimes tiveram aumento de 36,70% e 60%, respectivamente

28 março 2019 - 00h04Por Marcus Pontes - de Suzano
Furtos e estupros lideram o ranking de crimes registrados nas quatro delegacias de Suzano na comparação de fevereiro deste ano com o mesmo mês de 2018. Em contrapartida, a cidade computou queda no número de ocorrências de homicídio e roubo em geral (pedestres, veículos, cargas). As informações foram publicadas nesta quarta-feira (27) no portal da Secretaria de Segurança Pública (SSP). 
 
A maior quantidade de crimes registrados na cidade foi o de furto. Para se ter ideia, o município contabilizou 298 ocorrências em fevereiro. Em comparação ao mesmo período do ano passado, foram 218, o que representa a um aumento foi de 36,70%.
 
Os estupros, incluindo de vulneráveis, quando são praticados contra crianças, adolescentes ou portadores de algum tipo de deficiência, tiveram aumento de 60%. Em 2018, o município teve cinco casos notificados nos distritos policiais. Atualmente, o número saltou para oito.
 
Dados da SSP mostram que a cidade registrou apenas um latrocínio (roubo seguido de morte) no mês referente à pesquisa. No dia 18 de fevereiro, o funileiro Mauricio de Siqueira, 59 anos, foi morto por criminosos no Jardim América, Distrito de Palmeiras. O número é igual ao do ano passado, quando uma pessoa também foi morta durante um assalto. 
 
Quedas
 
Os roubos em geral (pedestres, veículos e cargas) tiveram redução. Para se ter ideia, o município registrou, em 2018, 193 ocorrências. Agora, os crimes relacionados ao patrimônio caíram para 144, uma diminuição de 25,39%. 
 
Suzano também teve queda em homicídios e tentativas de homicídio. No período mesmo período do ano passado, o município computou duas mortes violentas e quatro tentativas. Em fevereiro de 2019, o número caiu para zero em ambos os crimes contra a vida. 

Deixe seu Comentário

Leia Também