Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 21 de agosto de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/08/2019
CENTERPLEX 15 A 21/08
PMMC - TRATA BRASIL
Conscientização

GCM promove campanha ‘Pipa Legal’ no Parque Max Feffer

Operação alerta para os riscos do uso do cerol e da linha chilena

Por de Suzano29 JUL 2019 - 20h00
GCM promove campanha ‘Pipa Legal’ no Parque Max FefferFoto: Mauricio Sordilli/SecopSuzano

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano esteve no último final de semana no Parque Max Feffer para mais uma etapa do trabalho de conscientização e de fiscalização do uso e venda de cerol e linha chilena, por meio da campanha "Pipa Legal". Na ocasião, os agentes distribuíram folders e dialogaram com a população no parque. 

A campanha, que visa inibir o acesso às linhas cortantes nas brincadeiras, ressalta que o uso do material já é proibido conforme lei municipal, que prevê multa e recolhimento do produto. A operação se encerra em 20 de agosto e foi realizada durante todo o período de férias.

Inclusive, na última semana, a GCM e o Departamento de Fiscalização de Posturas apreenderam mais de 20 carretéis de linha chilena em estabelecimentos próximos às áreas de lazer. Na oportunidade, as equipes também localizaram outros materiais recolhidos, como maços de cigarros falsificados e fogos de artifício sem autorização específica para venda. 

Para a comandante interina da GCM, Rosemary Ferreira Caxito, a participação de pais e familiares na fiscalização da brincadeira também é uma contribuição essencial para o combate deste material que, além de ser proibido, pode tirar vidas e mutilar pessoas. “Outro alerta importante está para os motociclistas, que devem instalar antena de proteção para evitar acidentes graves envolvendo linhas cortantes”, destacou.

Denúncias de locais de venda ou produção de cerol e linhas chilenas podem ser feitas por meio dos telefones (11) 4745-2150 ou 153.

Linhas Cortantes

O cerol é um preparo feito com caco de vidro, enquanto a linha chilena é industrializada e já vem preparada com pó de alumínio. O material tem um potencial de corte quatro vezes maior que o do cerol, inclusive, utilizado para cortar canos de PVC.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias