sábado 22 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Igreja de São Sebastião instala câmeras para evitar onda de furtos

Na última terça-feira um indivíduo tentou arrombar a porta do local onde o sacrário fica guardado

02 março 2019 - 22h02Por Dennis Maciel - de Suzano
A igreja de São Sebastião recebeu câmeras de segurança para tentar diminuir problemas de furtos no local. De acordo com o padre da paróquia, os furtos são comuns na região. A última tentativa de furto aconteceu na terça-feira durante o período da tarde.
 
O padre Cláudio Taciano afirma que assaltos estão se tornando comuns na região. "As tentativas de assalto estão se tornando recorrentes, por este motivo instalamos câmeras de segurança dentro da igreja para tentar amenizar a situação. Precisamos resolver os problemas da malha central da igreja, o local está se tornando perigoso", afirma.
 
Após a conclusão da instalação, a paróquia contará com duas câmeras que filmam em 360°, localizadas em pontos estratégicos dentro da igreja. As câmeras terão suas imagens transmitidas para um programa de monitoramento conectado a internet. 
 
Na última terça, um indivíduo tentou furtar o sacrário da igreja, mas as travas da porta onde o item fica armazenado impediram o furto. De acordo com o padre, a última tentativa de roubo assustou os fiéis que estavam rezando no momento.
 
"Enquanto algumas senhoras estavam rezando o terço, um indivíduo entrou na igreja e tentou levar o sacrário. O item não foi levado graças a uma trava de contenção que o protege. A pessoa forçou a porta, mas não conseguiu arrombá-la. Para nós católicos este é um dos locais mais sagrados da igreja", conta o.
Como forma de protesto ao ato, a diretoria da igreja organizou uma missa de desagravo, que reuniu mais de 400 fiéis. O sacrário não foi utilizado durante alguns dias enquanto os reparos na segurança eram feitos.
 
"Para a nossa tristeza nós tivemos que ficar alguns dias sem o sacrário, pois eles estavam arrumando a porta, mas a situação já foi normalizada", afirma o padre.
 
De acordo com Cláudio Taciano, outros itens foram roubados recentemente na paróquia. "Há pouco tempo roubaram a cruz da Santa Rita e até a flecha do santo padroeiro que é São Sebastião. Estamos passando por um período muito difícil, as pessoas não respeitam mais hospitais, cemitérios ou igrejas", finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também