terça 23 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Infrações da Zona Azul começam hoje a ser regularizadas eletronicamente

27 abril 2017 - 08h01

A partir de hoje, a regularização de infrações do serviço de estacionamento rotativo de Suzano, a Zona Azul, serão feitas por meio do sistema digital, e-tíquetes. Mas quem ainda possui os bilhetes físicos (em papel), não deve se preocupar, uma vez que eles terão validade até 10 de setembro, quando os consumidores deverão usar apenas o aplicativo móvel, lojas cadastradas e funcionárias da Zona Azul para comprar o "talão". Os suzanenses aprovaram o sistema. De acordo com a Prefeitura, a partir de hoje, as regularizações de infrações na Zona Azul (ausência de bilhete ou bilhete vencido) deixam de ser realizadas com a aquisição do talão físico (bloco com 10 bilhetes) na sede da Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbanae passa a ser feita com a compra de R$ 15 em e-tíquetes (valor equivalente aos antigos 10 bilhetes), que serão debitados no perfil do motorista, no mesmo local. "O novo modelo funcionará paralelamente com o modelo original 10 de setembro. Os usuários que desejarem fazer o cadastro poderão fazê-lo no site www.estacionamentofacil.com.br, onde seguirão as instruções para cadastro, ou por meio do aplicativo "EstacionamentoFácil Suzano", disponível no Google Play Store - play.google.com". Os suzanenses aprovaram o sistema digital. Para o aposentado Messias Fernandes, que já usou os dois sistemas - papel e digital -, e possuía um talão no carro, não há diferenças. "Ainda uso o talão de papel, mas não acho que o novo serviço vá prejudicar os usuários. Precisamos nos adaptar e ver se ele funciona bem". O também aposentado Joel Silva concorda e acrescenta que não teve dificuldades para acessar o e-tíquetes. "Foi fácil comprar o talão pelo aplicativo. Como ainda temos os dois serviços uso o que estiver mais a mão. Mas ainda é recente para apontar as falhas do sistema. Nem todos usam e somente quando tivermos esta opção veremos o quanto ele é positivo". A promotora de vendas, Viviane Oliveira Serra de Andrade, também aprova o novo sistema. "Ainda não usei o aplicativo e acabei de comprar uma folhinha com a fiscal, mas acho que ficará mais prático, às vezes, estacionamos e perdemos um tempo para encontrar uma vendedora e com o serviço no celular, fica mais ágil", revela. O mecânico de manutenção, José Carlos Alexandre, conta que já passou pelo problema. "Eu coloquei o talão e marquei a hora errada, fui notificado, mesmo tendo visto na hora e ter chamado a fiscal. Acho que tendo o serviço no celular fica difícil acontecer estes problemas. Hoje em dia todo mundo tem celular e se não testarmos o serviço, não saberemos se ele funciona, além disso, caso precise, também pode ser feito ajustes no sistema", conclui.

Deixe seu Comentário

Leia Também