sábado 02 de março de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/03/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Iniciativas na região e projetos buscam inclusão de pessoas com deficiência

Cinco das dez cidades detalharam quais são as ações de acessibilidade

11 fevereiro 2024 - 09h00Por Fernando
As cidades do Alto Tietê contam com políticas de atendimento a pessoas com deficiência (PCDs). Cinco das dez cidades detalharam quais são as ações de acessibilidade. As informações são de Suzano, Mogi, Itaquaquecetuba, Ferraz e Guararema.
 
A Prefeitura de Suzano falou sobre suas diversas ações em funcionamento. “Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, a carteira de identificação de pessoa com transtorno de espectro autista, orientação e acompanhamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), oferta de vagas serviço de convivência e fortalecimento de vínculo para adultos com deficiência e Residência Inclusiva, que acolhe de forma integral dez deficientes que não têm rede familiar”.
 
Além disso, o município conta com a Central de Interpretação de Libras (CIL), que busca promover o acesso de deficientes auditivos e de pessoas surdas aos serviços públicos municipais com comunicação em Libras.
 
Outro ponto para destacar é o acervo dedicado às pessoas com deficiência visual na Biblioteca Professora Maria Eliza de Azevedo Cintra. O local tem hoje 280 livros em braille, computador, ampliador automático, scanner leitor de mesa, teclado ampliado, mouse estacionário, software de voz sintetizada para atuação com o software leitor de tela NVDA, display braille e uma impressora braile.
 
A cidade tem, também, 500 rampas em calçadas e de acesso aos prédios públicos, que vêm sendo implantadas e/ou revitalizadas desde 2019. 100% dos veículos da concessionária que atua nas linhas do transporte público contam com acessibilidade, que são utilizadas pelas plataformas elevatórias.
 
A administração informou que dispõe de um espaço de Atendimento Educacional Especializado, no Jardim Monte Cristo, que conta com uma infraestrutura completa para receber os alunos integrantes do projeto “Modelo Denver de Intervenção Precoce” e para apoio pedagógico dos professores.
 
Mogi
 
Mogi das Cruzes detalhou seus trabalhos em cada área. “A Prefeitura encara a acessibilidade como prioridade, abordando física, atitudinal e comunicacional, com medidas adotadas em várias áreas”.
 
Além disso, a administração explicou a prioridade na melhoria da acessibilidade, implantando mais de 100 rampas nos últimos dois anos. A cidade possui 10 semáforos com botoeira sonora, que passa por manutenção constante, caso tenha problemas a população pode reportar à Ouvidoria Municipal. Todas as obras públicas seguem padrões de acessibilidade, incluindo elementos como o sistema braille em equipamentos públicos.
 
O município tem ações para inclusão de pessoas com deficiência, incluindo a Central de Intermediação de Libras que está em fase de treinamento. Para incentivar, a Prefeitura realiza anualmente ações em defesa dos direitos das pessoas com deficiência, promovendo eventos como a Conferência dos Direitos da Pessoa com Deficiência.
 
A Secretaria de Educação informou também que as unidades da rede municipal de ensino e os equipamentos Pró-Escolar e EMESP oferecem recursos de acessibilidade, incluindo rampas e corrimãos.
 
Itaquá
 
Já a Prefeitura de Itaquá contou que, desde 2021, já instalou 345 rampas de acessibilidade no município. Esse trabalho foi feito para ampliar as rotas acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida e PCDs.
 
A administração informou que a maior parte das instalações ocorreram na área central, que conta com grande fluxo de pessoas todos os dias, como a Estrada de São Bento, Avenida Ítalo Adami, Ruas da Vila Virgínia e o entorno de equipamentos públicos. Além disso, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), escolas e prédios administrativos também receberam rampas.
 
Guararema
 
A prefeitura de Guararema afirmou que trabalha para colocar acessibilidade em todos os ambientes. “Ruas e prédios públicos contam com rampas de acesso para cadeirantes”.
 
A administração explicou também que tem programações que incluem esse grupo de pessoas. Como por exemplo, na programação cultural e artística, como o ‘Guararema Cidade Natal 2023’, contou com intérprete de Libras nas principais atrações, além de cabine de audiodescrição na Projeção Mapeada, Sala Multissensorial para acolhimento de pessoas com TEA, Síndrome de Down e sensibilidade sonora. Foram emprestados abafadores de ruído sonoro.
 
Ferraz
 
A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos disse que está atenta para adaptar os prédios públicos dando foco à acessibilidade. Nas novas obras licitadas é praticamente obrigatório e permanente a cobrança nas mudanças para a maior inclusão das PCD aos órgãos da administração.
 
Já nas estruturas antigas, a prefeitura informou que a adequação está sendo realizada aos poucos, sempre realizando reparos, manutenções e demais serviços nos equipamentos públicos.