quinta 22 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Itaquá conquista Unidade de Processamento Judicial

Inauguração da 1ª e 3ª Varas Cíveis e instalação da Vara da Família e das sessões na comarca

09 dezembro 2022 - 16h00Por de Itaquá

Foi inaugurado em Itaquá, nesta quinta-feira, a Unidade de Processamento Judicial (UPJ) 1ª e 3ª Varas Cíveis e instalação da Vara da Família e das sessões na comarca do município.

A instalação da Vara da Família vai permitir acelerar a tramitação dos processos de divórcio, separação judicial, inventários, investigação de paternidade, ação de alimentos, entre outros.

A Unidade de Processamento Judicial (UPJ), conhecida como “Cartório do Futuro”, é uma inovação do Tribunal de Justiça de São Paulo para adequar as unidades judiciais à realidade de trabalho resultante da implantação do processo digital. O objetivo da UPJ é oferecer à população uma prestação jurisdicional mais célere e eficiente.

No ano passado em audiência virtual com o presidente do Tribunal de Justiça, o deputado André do Prado, o prefeito delegado Boigues e o presidente da OAB do município, Dr. Jairo Saturnino Mendes, solicitaram investimentos no Fórum de Itaquaquecetuba.

“Em maio do ano passado apresentamos esse pedido ao Tribunal de Justiça atendendo a uma reivindicação da OAB local. Quem ganha com a nova conquista do Judiciário local é a população de Itaquaquecetuba”, relembrou o parlamentar.

Segundo o Tribunal de Justiça, a nova unidade da Família será comandada pelo juiz Antenor da Silva Cápua. O juiz Thiago Henrique Teles Lopes é responsável pela 1ª Vara Cível e o juiz Sérgio Ludovico Martins, pela 3ª Vara Cível. Na comarca há cerca de 400 mil ações em andamento. Apenas no mês de novembro foram recebidos 1.463 novos feitos.

Estiveram presentes o prefeito de Itaquá, Eduardo Boigues; o presidente da Alesp, André do Prado; representando o Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Augusto Francisco Mota Ferraz de Arruda e pelo juiz diretor do fórum de Itaquá.

Deixe seu Comentário

Leia Também