sábado 24 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Joaquim Rosa coloca nome à disposição para as eleições de 2024

Em entrevista ao DS, disse que se colocaria disposição para disputar o cargo de prefeito daqui a dois anos

15 dezembro 2022 - 11h00Por Ingrid Leone - de Suzano
O novo presidente da Câmara de Suzano (assume em janeiro de 2023) e atual vereador Joaquim Rosa (PL) colocou seu nome à disposição para disputar as eleições ao cargo de prefeito em 2024.
 
Em entrevista ao DS, ao vivo, na última sexta-feira (9), Joaquim Rosa comentou sobre seu trabalho na administração, os planos na política da cidade e aceitaria, caso surgisse a oportunidade, o desafio de ser o sucessor de Rodrigo Ashiuchi (PL). 
 
Líder da atual bancada do Partido Liberal (PL), com sete vereadores na Câmara, ele assume em janeiro de 2023 a cadeira de presidente e já almeja avançar na política municipal. 
 
Joaquim Rosa é administrador, suzanense, casado e pai de dois filhos. Em 2015, perdeu um filho em um acidente de carro (o também vereador Marsal Rosa). 
 
Ele comentou que a decisão de se lançar candidato depende do partido. Mas, acredita que desempenharia um bom trabalho. “Quando a gente entra é para o fazer melhor. À frente da Prefeitura, também conseguiria fazer um bom trabalho”, afirma. 
 
O vereador entrou na política pelo contato com o padre Bernardo, da Paróquia São Sebastião. Em uma conversa com o padre, foi incentivado a entrar para a política em 1992. 
 
Em 2020 e 2021, foi primeiro suplente e vice-presidente. Nesta época, ficou por 11 meses ocupando o cargo. 
 
“Todo vereador quer sempre crescer, ninguém quer ficar vereador a vida inteira”, destaca. 
 
CÂMARA DE SUZANO
 
Ao assumir, em 2023, os planos são de avançar com projetos. Há expectativa de aumento no salário dos vereadores para a próxima legislatura e a exoneração de assessores sem curso de nível superior. Lei municipal determina essa exigência.
 
O novo ‘salário’ dos vereadores seria um reajuste, diante do valor congelado desde 2017. “Quando assumimos, não houve aumento. Ocorreram dos assessores e dos servidores, mas dos vereadores nada”, destacou. Essa medida deve ser para 2025. 
 
GESTÃO DO PREFEITO
 
Ao se lançar como possível candidato, Joaquim Rosa avaliou a gestão de Ashiuchi.
 
“O prefeito foi muito bem votado. Tem apoio da maior bancada na Câmara”, disse. 
 
Rosa também comenta o desempenho do partido na cidade. 
 
“A gente tem sempre essa história de não deixar obra parada. Obra parada é dinheiro perdido. A ideia é sempre fazer”, destaca. 
 
No município, o partido conta com o apoio dos deputados Andre do Prado (PL) e Marcio Alvino (PL), estadual e federal, respectivamente. 

Deixe seu Comentário

Leia Também