quarta 19 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Maioria dos roubos a motos ocorre na Rua Dr. Prudente de Moraes

Levantamento mostra que Jardim Aeródromo Internacional e Miguel Badra são os bairros com mais casos

01 junho 2019 - 23h55Por Marcus Pontes - de Suzano
A Rua Dr. Prudente de Moraes (SP-66) é a principal via escolhida por bandidos para atacar e roubar motos. A constatação se baseia em levantamento realizado, a partir de dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), obtidos no Portal da Transparência, a respeito de ocorrências deste tipo na cidade de janeiro a abril deste ano. Foram 12 casos computados, tendo, inclusive, episódios de confronto envolvendo policiais de folga e criminosos. Em 2019, a cidade registrou 54 roubos a motocicletas no primeiro quadrimestre.
 
A Prudente de Moraes é uma das principais ligações da cidade com Mogi das Cruzes. É, também, a via que dá acesso a regiões, como centro, Jardim Imperador, Parque Maria Helena, entre outros. E é justamente este grande fluxo diário de carros e motos o atrativo para a ação de criminosos.
 
Episódios de violência, principalmente envolvendo motociclistas, foram recorrentes na via. Em janeiro, um policial militar foi baleado durante assalto, próximo ao Viaduto Ryu Mizuno. Ele sobreviveu ao ataque e os bandidos fugiram levando a moto. O primeiro mês do ano registrou outras duas ocorrências. Houve um registro em fevereiro. Março foi o mês com mais casos. Foram cinco ocorrências. Em abril, o número caiu para três. 
 
Outro lado
 
Procurada para comentar os números, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) discordou da forma que o levantamento foi realizado. O texto diz que “não é correto fazer um ranking entre bairros ou ruas apenas pela utilização de indicadores criminais, sem levar em consideração características geográficas, sazonais e sociais, por exemplo”, mesmo a reportagem citando onde ocorreram os crimes baseando-se em dados da própria pasta.
 
E completou afirmando que "a Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes realiza operações constantes e periódicas, em parceria com os distritos policiais de Suzano, para coibir os crimes patrimoniais, em especial os roubos e furtos de veículos. Além disso, o trabalho policial conta com o apoio da Divisão de Investigações sobre Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (Divecar), do DEIC, que realiza a "Operação Desmonte", que tem como objetivo combater o comércio ilegal de peças de veículos roubados e furtados. 
 
Lista de ocorrências inclui vias em outros bairros
 
A preferência de bandidos a uma via específica não é exclusividade da Prudente de Moraes. A lista põe a Waldemar Cusma, João Mota e Nelson Teixeira de Campos, ambas no Jardim Aeródromo Internacional, como as mais perigosas. Seguida da Rua Hilda Smith do Amaral, no Boa Vista; a Avenida Miguel Badra; Rua Vinte, também no Miguel Badra. 

Também foram relacionadas nos dados do primeiro quadrimestre, ao menos, 21 vias, como: Estrada Sete Cruzes; Rua Manuel Felix da Silva, no Rio Abaixo; Rua Dibe Tanus, nas Chácaras Reunidas Guaió; Rua Guilherme Garijo, no Boa Vista; Rua Takero Kurotsu, no Casa Branca; Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31), Distrito de Palmeiras; Rua Ivan Fleuri Meireles, na Vila Nova Amorim; Rua Professor Roberto David, Vila Sol Nascente; Rua Gato Cinzento, Vila Urupês; Estrada dos Fernandes; Avenida Katsutoshi Naito, Boa Vista; Avenida Francisco Marengo, Rio Abaixo, entre outras. 

Incidência maior nos bairros
 
A lista de vias com mais roubos é extensa. Os dados, porém, indicam em quais bairros ocorrem mais roubos de moto. Apesar de ser em ruas diferentes, um fato incomum é que a maioria aconteceu em três bairros: Jardim Aeródromo Internacional e Miguel Badra tiveram dez cada. 

Seguido do Jardim Portugália, com oito registros; Boa Vista, totalizando quatro; Rio Abaixo e Dona Benta computaram três cada. Em seguida está os bairros Parque Santa Rosa e Parque Suzano, com dois cada.