segunda 26 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Manifestações se encerram com fim de bloqueios em rodovias

Bolsonaro pediu nesta quarta (2), em Live, para manifestante desobstruir rodovias do País

03 novembro 2022 - 21h58Por Guynever Maropo - de Suzano
Após dois três de bloqueio nas rodovias, manifestantes bolsonaristas liberaram as estradas da região. 
 
Na Rotatória de Poá, no acesso ao Rodoanel Mario Covas, sentido de Suzano, o dia de ontem foi tranquilo. A passagem liberada ocorreu após discurso do presidente Jair Bolsonaro (PL), na noite de quarta (2). Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente afirmou, na ocasião, que “é preciso respeitar o direito de ir e vir das pessoas” e que os protestos em rodovias prejudicavam a economia do País.
 
Além dos protestos nas estradas, apoiadores do presidente também se reuniram em frente ao Tiro de Guerra em Suzano nesta quarta-feira (2). 
 
Nesta quinta (3), o DS foi ao local e as vias já estavam desobstruídas com tráfego normal nos dois sentidos. Os protestos contestam o resultado do pleito presidencial deste ano, que elegeu Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no domingo (30). Desde o dia 31, os manifestantes estão bloqueando rodovias federais do País.
 
O País ainda tinha na tarde de ontem 86 pontos de interdição total ou parcial em rodovias federais. Atualmente há pelo menos seis estados com bloqueio na rodovia.
 
De acordo com um frentista do posto de gasolina Portal de Poá, que preferiu não se identificar, os manifestantes estavam desde terça-feira (1) na Rotatória. Apenas na madrugada desta quinta, a partir de uma hora da manhã, os manifestantes foram embora.
 
"Diminui a quantidade . Alguns foram para o Tiro de Guerra em Suzano. O tráfego apenas estava impedido no sentido da entrada do Rodoanel. Eles fechavam por cinco minutos a via e depois deixava os carros passarem”, contou.
 
Já no Tiro de Guerra, o comerciante Denis Tirre disse que desde às 10 horas do Feriado de Finados os manifestantes se encontravam em frente ao local. O grupo se dispersou depois da uma da manhã nesta madrugada. 
 
“Quando cheguei hoje às 8 horas já não havia sinal de manifestação. Mas ontem estava bem cheio. Não havia confusão. Apenas manifesta a indignação frente ao resultado da eleição”, comenta.
 
A passagem estava impedida nos dois sentidos. Os motoristas tinham que desviar por outras vias. "Apenas à tarde liberaram a paisagem no sentido da Estrada dos Fernandes. Quem ia para o centro precisava fazer o retorno”, conta o comerciante Walace da Silva. 
 
Para o comerciante Daniel Barbosa, a manifestação apenas mostrou a indignação do resultado das urnas. “Não acho certo ou errado, mas acredito que eles têm o direito de manifestar a indignação”, opina.