Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 24 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/05/2019
PMMC GRIPE
PMMC SEGURANÇA
PMMC MEGAMUTIRAO
PMMC MAIO AMARELO
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
Escola Raul Brasil

Massacre é notícia no Brasil e no mundo; artistas se manifestam nas redes sociais

'The New York Times' também publicou reportagem sobre o massacre

Por Dennis Maciel - Suzano13 MAR 2019 - 23h58
Massacre é notícia no Brasil e no mundo; artistas se manifestam nas redes sociaisFoto: Bruna Nascimento/DS
O massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em que dez alunos e funcionários foram mortos por dois ex-alunos, virou noticia na imprensa internacional. Personalidades famosas e artistas também comentaram a tragédia nas redes sociais.
 
O assunto virou manchete nos portais dos principais jornais do mundo, incluindo os americanos 'The Guardian' e 'The New York Times', o britânico 'BBC News' e o francês 'Le Monde'. Os jornais noticiaram o fato e relembraram casos parecidos, incluindo a tragédia em uma escola do Realengo em 2011.
 
O site americano do jornal 'The New York Times', noticiou o fato e afirmou "os atiradores não foram identificados como suspeitos pois eram ex-alunos do colégio". O jornal também ressaltou que o último ataque do tipo no país aconteceu em 2011, no Realengo, quando 11 crianças foram assassinadas por um ex-aluno.
 
O portal on-line do jornal 'The Guardian' destacou que o Brasil possui o número de homicídios mais alto do planeta, mas que ataques às escolas são raros. O jornal americano também destacou que os atiradores colocaram uma 'bomba falsa' no local para confundir os policiais.
 
O portal britânico da BBC destacou "O presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro, que assumiu o cargo em janeiro, assinou um decreto que torna mais fácil para os cidadãos possuírem uma arma, uma promessa de campanha importante, apesar de muitas restrições permanecerem em vigor".
 
O jornal francês 'Le Monde' também citou a alta taxa de homicídios do País. "O Brasil é o país com mais homicídios no mundo, mesmo assim ataques em escolas são raros", afirmou- o portal francês. 
Diversos artistas e políticos usaram as redes sociais para lamentarem o tiroteio que aconteceu na escola em Suzano.
 
O presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, publicou uma nota lamentando o ocorrido em seu Twitter e classificou a atitude como "Uma monstruosidade e covardia". "Presto minhas condolências aos familiares das vítimas do desumano atentado ocorrido hoje na Escola Professor Raul Brasil, em Suzano, São Paulo", escreveu o presidente. 
 
O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, também publicou uma nota em seu Twitter. "Que tristeza! Minha solidariedade à comunidade da escola em Suzano. Que um dia tenhamos paz", afirmou o político.
O Santuário Nacional de Aparecida pediu para que a população reze pelas famílias dos mortos no massacre em Suzano. 
 
A página oficial do Esporte Clube Palmeiras publicou uma nota dizendo que nada justifica a violência. "Não é possível ser plenamente feliz em um mundo em que tamanha atrocidade ainda ocorra", afirmou o time.
 
A notícia já se transformou no assunto mais comentado nos 'Trending Topics' do Twitter no Brasil durante esta quarta-feira (13). 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias