sábado 20 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Motoristas reclamam de qualidade de combustível em postos

Veículos registram problemas para circulação. Os condutores são obrigados a mandar os carros para conserto

23 agosto 2017 - 10h27Por Lucas Lima - De Suzano
Os motoristas reclamam da qualidade do combustível dos postos de Suzano. Segundo eles, os estabelecimentos estão vendendo produtos adulterados. Por conta disso, os veículos registram problemas para circulação. Os condutores são obrigados a mandar os carros para conserto e acabam gastando dinheiro que não estava previsto no orçamento. 
 
Esse é o caso da autônoma e moradora do bairro Miguel Badra, Bruna Fernanda Silva, que teve prejuízo ao abastecer em um posto no Jardim Revista, bandeira "BR". Ela contou que foi enganada, já que colocaram combustível adulterado. A falta de qualidade foi constatada por um mecânico. "Uso o carro apenas para resolver assuntos no Centro da cidade ou quando vou levar o meu filho aos tratamentos. Em um dia, estava acabando a gasolina e pedi para que meu marido colocasse antes de voltar para casa. Ele abasteceu onde sempre fomos e logo em seguida estacionou o carro na garagem. No dia seguinte, fui sair com o carro, que não quis ligar de forma alguma".
 
Ela disse que achou que o problema fosse com o carro. "Pensei que fosse problema no veículo e deixei ele uma semana no mecânico para fazer revisão. O mesmo disse que deu partidas no carro e detectou que saia muita água pelo escapamento, quando foi identificado o problema. Depois de tanto tentar ligar, acabou estragando o motor de arranque, o qual tive que custear. Fui no posto reclamar, mas eles disseram que são fiscalizados pela Petrobras. Mas tenho certeza de que fui enganada", explicou.
 
O motorista Juliano de Souza Álvares contou que abasteceu o carro em um posto bandeira "Ipiranga", na Avenida Vereador João Batista Fitipaldi e que o carro parou de funcionar quando chegou na casa dela. "Enchi o tanque com gasolina aditivada. No outro dia, quando fui usar o veículo, ele estava falhando. Na hora percebi que era combustível adulterado. Fui reclamar no posto. O dono me disse que o combustível é de qualidade. Porém após eu informar que buscaria os órgãos competentes para relatar o caso, o proprietário fez questão de levar em casa o aditivo, alegando que seria bom para o carro e que logo passaria o problema. Achei muito estranho e tive convicção que a gasolina estava irregular", completou.
 
Outros casos
 
Conforme publicado pelo DS neste mês, pelo menos, oito motoristas tiveram problemas após abastecer o carro em um posto de combustível Ipiranga, localizado na Rua Doutor Prudente de Moraes (SP-66), número 4.006, em Suzano. Eles afirmaram que o líquido danificou o motor do veículo, que parou de funcionar depois de sair do estabelecimento. As denúncias sobre uma possível adulteração no combustível foram encaminhadas à Delegacia Central. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o caso será repassado à área responsável pela fiscalização para inclusão no planejamento das ações de fiscalização da agência.