quinta 29 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Dia da Mulher

Mulheres são aplaudidas por suas histórias de superação no Cineteatro Wilma Bentivegna 

Vinte histórias de mudança de vida foram reveladas diante de uma plateia emocionada durante a manhã desta quarta-feira (08)

09 março 2023 - 18h00Por De Suzano

A Prefeitura de Suzano abriu as portas do Cineteatro Wilma Bentivegna neste 8 de março - Dia Internacional da Mulher - para receber no período da manhã dezenas de mulheres que foram homenageadas pelo Centro de Referência e Apoio à Vítima (Cravi), gerenciado pela Associação de Assistência à Mulher, ao Adolescente e à Criança Esperança (AAMAE).

Durante o evento, foram contadas as histórias de 20 mulheres que gravaram depoimentos reveladores sobre abusos domésticos sofridos e de que maneira superaram os traumas para refazerem suas vidas.

Estiveram presentes diversas autoridades municipais, como a presidente do Fundo Social de Solidariedade, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, que aproveitaram a oportunidade para reconhecerem o valor das envolvidas neste projeto e como elas se tornaram exemplos para outras pessoas que estão em situação de vulnerabilidade.

Entre os secretários participaram Geraldo Garippo (Desenvolvimento Social), Cintia Renata Lira (Administração), Alex Santos (Governo) e Paulo Pavione (Comunicação Pública).

A gestora estratégica da Secretaria Municipal de Educação, Renata Priscila Valencio Magalhães, representou a pasta. O vereador Marcos Antonio dos Santos, o Maizena, também prestigiou a cerimônia.

A presidente da AAMAE, Silvia Rangel, ressaltou que o evento no cineteatro é fruto do “Projeto Elas”, que foi criado para valorizar a história de mulheres que ressignificaram suas trajetórias de vidas por meio do convívio na associação.

“Este é um trabalho audiovisual pensado para reconhecer essas mulheres que venceram muitas lutas, sobreviveram à violência e acreditaram que é possível ser feliz. São mulheres que choram em silêncio e hoje gritam por dignidade, liberdade e felicidade”, destacou Silvia.

Nos depoimentos, elas expressam suas dores e revelam como encontraram na AAMAE uma saída para serem acolhidas e identificarem uma possibilidade de renda a partir dos ensinamentos ali ofertados.

“Certa noite, quase perdi minha vida em virtude de agressões sofridas pelo meu então companheiro. Recorri à associação para revelar minha angústia e no local encontrei uma nova perspectiva de vida. Socializar com outras mulheres e poder aprender uma atividade, para garantir a minha própria renda, suavizaram a minha dor e devolveram meu sorriso”, revelou uma das mulheres homenageadas.

A secretária de Administração, Cintia Renata Lira, destacou a importância do Dia da Mulher para compartilhar as conquistas femininas e provar a força das mulheres.

“Nossas batalhas têm sido vencidas a cada dia. É uma luta por oportunidades iguais, com o respeito prevalecendo acima de tudo. Lutamos para que nossos direitos sejam sempre exercidos para que possamos viver em harmonia. As homenagens precisam ser lembradas em todos os momentos”, afirmou a secretária.

Por sua vez, Larissa Ashiuchi destacou a “coragem” como uma palavra-chave para resumir a luta das mulheres pelo reconhecimento do seu valor.

“É um dia de reflexão para reforçar as nossas lutas e temos de continuar firmes em todos os momentos, por isso, essa homenagem é tão merecida e tão justa. Nossa voz tem que ser valorizada, para que as mulheres se ajudem”, sublinhou a primeira-dama.

Também participaram da cerimônia a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Suzano (CMDM) e da Comissão da Mulher Advogada (OAB Suzano), Maria Margarida Mesquita; a representante do setor de Comunicação da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania, Andrea Carvalho; a coordenadora do Cravi, Alessandra Roberta; o coordenador pedagógico da AAMAE, Matheus Moreira; a coordenadora do Centro Dia do Idoso Joaquim Pinto Filho, Eudite Dias; e a coordenadora do Centro de Convivência, Lucilene Rodrigues.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também