quarta 17 de julho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/07/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Na Semana do Natal, pagamento da 2ª parcela do 13º aumenta as vendas

Lojas seguem com horário diferenciado das 8 às 22 horas; shoppings centers funcionam das 8 às 23 horas

22 dezembro 2022 - 10h00Por Guynever Maropo - de Suzano
A semana do Natal chegou e com ela o pagamento da segunda parcela do 13º salário aos trabalhadores formais. Com o dinheiro extra, as vendas no comércio de Suzano triplicaram com consumidores em busca de presentes.
 
Como estratégia para contribuir com o lucro dos comerciantes, as lojas das cidades do Alto Tietê estão funcionando com horário diferenciado na temporada do Natal. As lojas de rua podem abrir das 8 às 22 horas. 
 
Os shoppings centers da região também atuam com horário diferenciado, funcionando das 8 às 23 horas. 
 
O resultado é o Centro de Suzano cheio em qualquer horário do dia.
 
As vendas triplicaram neste período na Compacto Modas. É o que diz a gerente Daniela Silva. A loja vende roupas femininas no estilo blogueira. Daniela conta que aumentou a procura nos dias de pagamento do 13°.
 
“As vendas triplicaram nesses últimos dias. A procura maior é por peças femininas para se auto presentear”, comentou.
 
Outra loja que está vendendo muito neste período é o Lojão do Brás. 
 
O funcionário Juvenal Silva conta que nesta semana o movimento está maior do que no início do mês.
“A procura está sendo bem grande. Os atendentes sempre estão ajudando os clientes para proporcionar uma experiência boa na loja”, disse.
 
Em uma loja do shopping de Suzano, estima-se que houve aumento de 15 % nas vendas durante esta semana. A funcionária Glaucia Santos explica que a procura por presentes varia entre acessórios e vestuário.
 
“Roupas femininas e acessórios são os mais procurados. O pagamento do 13° manteve as vendas em alta”, comenta.
 
As vendas neste período também dispararam em uma outra loja da Rua Francisco Glicério. A vendedora Vitória Silva destaca que já registraram um aumento de 20% nas vendas das roupas. Mas a procura maior é por peças femininas. “As mulheres gostam de comprar roupa nova para a passagem de ano. As vendas estão boas”, opina.