domingo 25 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Novo 'Bolsa Família' injeta mais R$ 2,1 milhões na economia de Suzano

Das 24 mil famílias que integram o programa, 14 mil serão impactadas com as mudanças feitas pelo governo federal; quem estiver com o cadastro desatualizado deve procurar o CadÚnico

09 março 2023 - 11h00Por De Suzano

O retorno ao nome original do programa “Bolsa Família” do governo federal, que substituirá o Auxílio Brasil, promoverá um incremento de 15% nos recursos hoje repassados aos beneficiários residentes em Suzano.

Serão concedidos no mínimo R$ 600 por família, além de R$ 150 a mais por criança de até 6 anos. Ainda haverá o acréscimo de R$ 50 a familiares que possuem entre 7 e 18 anos e R$ 50 adicionais para gestantes.

A Medida Provisória (MP) com o novo “Bolsa Família”, publicada na quinta-feira da semana passada (02), determina que terão acesso aos pagamentos os núcleos familiares com renda de até R$ 218 por pessoa.

Em Suzano, das 24.136 famílias que integram o programa, 14 mil serão afetadas com as mudanças, beneficiando 8 mil crianças, 18 mil adolescentes e mil gestantes. Considerando as novas variáveis, deverão ser repassados para o município, aproximadamente, R$ 2,1 milhões a mais por mês.

O acréscimo nos valores recebidos pelos moradores indicam um impacto positivo na economia dos bairros, uma vez que a maioria das famílias deverão consumir os produtos vendidos nos comércios locais e, dessa forma, contribuir com o desenvolvimento dessas regiões.

Para receber o benefício, o programa estabelece regras de acesso e uma delas determina que o núcleo familiar precisa ter renda por pessoa que seja classificada na condição de pobreza ou de extrema pobreza; outra aponta que as famílias também devem estar com dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico), base do governo com as pessoas em situação de vulnerabilidade e, por fim, os beneficiários precisam garantir crianças e adolescentes no ensino formal, efetuar o acompanhamento pré-natal no caso de gestantes, e manter as carteiras de vacinação atualizadas.

Para receber os novos valores, as famílias que já são beneficiárias não precisam fazer qualquer alteração, já que o programa executará essa seleção automaticamente. Deverão se dirigir ao CadÚnico somente as pessoas que possuem o cadastro desatualizado há mais de dois anos.

A revisão é permanente e beneficiários que estiverem fora do perfil poderão ser excluídos do programa.

Vale lembrar que o serviço do CadÚnico é oferecido nos cinco Centros de Referência de Assistência Social (Cras) espalhados pela cidade, as unidades podem ser encontradas por meio do link https://www.suzano.sp.gov.br/web/assistencia-e-desenvolvimento-social/unidades-de-atendimento-da-assistencia-social/.

O secretário de Assistência e Desenvolvimento Social de Suzano, Geraldo Garippo, afirmou que a pasta está mobilizada para orientar e atender os cidadãos para que tenham o pagamento garantido.

“Nosso foco é viabilizar os meios necessários para que as famílias mais vulneráveis acessem os benefícios, que são delas por direito. Com as novidades em relação ao ‘Bolsa Família’, temos como um de nossos deveres prestar à população as orientações necessárias, como a importância da atualização cadastral no CadÚnico, caso os dados tenham mudado, e atenção às condicionalidades quanto à vacinação obrigatória e presença de crianças e adolescentes no ensino formal”, destacou o chefe das pasta.

Deixe seu Comentário

Leia Também