sexta 21 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Número de beneficiários do Bolsa Família cresce 8% com 133 mil cadastrados

Valor repassado para a região chega à R$ 82 milhões e supera última contagem de R$ 74 milhões

19 janeiro 2023 - 05h00Por Guynever Maropo - de Suzano
O Alto Tietê contabilizou um crescimento de 8% de famílias dependentes do Bolsa Família, antigo Auxilio Brasil , neste início do ano. O número corresponde a 133 mil famílias que aguardam o pagamento da primeira parcela do benefício que se iniciou nesta quarta-feira (18).
 
A comparação de crescimento é feita com os dados divulgados pelo DS. Apontava que 123 mil famílias da região, em setembro, dependia do Auxílio Brasil, a divulgação foi feita pelo Ministério da Cidadania.
 
Neste ano, a região receberá um repasse de R$ 82 milhões superando em 11,46% os R$74 milhões dos dados de setembro.
 
A Caixa Econômica Federal começou a pagar nesta quarta-feira (18) a parcela de janeiro do Bolsa Família com valor mínimo de R$ 600. Os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 1 são os primeiros a receberem.
 
Segundo o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, neste mês o programa de transferência de renda do Governo Federal alcançou 21,9 milhões de famílias, com um gasto de R$ 13,38 bilhões. O valor médio recebido por família equivale a R$ 614,21.
 
A partir deste mês, o programa social, que estava com o nome de Auxilio Brasil no governo anterior, volta a ser chamado de Bolsa Família. O valor mínimo de R$ 600 foi garantido após a aprovação da Emenda Constitucional da Transição, que permitiu o gasto de até R$ 145 bilhões fora do teto de gastos neste ano, dos quais R$ 70 bilhões estão destinados a custear o benefício.
 
Na região, Mogi das Cruzes lidera com 38,2 mil famílias dependentes do benefício. O valor repassado é de R$ 23,6 milhões e a média repassada fica em R$ 618. Itaquaquecetuba fica em segundo lugar com 25,1 mil famílias no aguardo do repasse de R$ 15,4 milhões, a média é de R$ 611 por família.
 
Suzano ocupa o terceiro lugar no ranking com 24,1 mil famílias beneficiadas. O repasse da cidade corresponde a R$ 14,7 milhões e uma média de R$ 612 .
 
Ferraz vem na sequência com 15,7 mil famílias à espera dos R$ 9,7 milhões de recursos. É em média R$ 623 por família. Poá corresponde ao quinto lugar com 11,2 mil famílias dependentes. O recurso é de R$ 6,9 milhões com a distribuição em média de R$ 617.
 
Cidades
 
No levantamento do ministério de Desenvolvimento, Arujá tem 7,4 mil famílias beneficiadas. O recurso chega a R$ 4,6 milhões e corresponde a média de R$ 615. Santa Isabel vem na sequência com 4,04 mil famílias que dependem do benefício. O recurso é de R$ 2,4 milhões para uma média de R$ 611.
 
Biritiba-Mirim fica em sétimo lugar com 3,3 mil famílias esperando o pagamento de R$ 2,06 milhões de recursos, a média paga é de R$ 611. Guararema tem 3,2 mil famílias beneficiadas e é destinado um recurso de R$ 1,9 milhões pago em média R$ 616. Salesópolis fica em último lugar com 1,2 mil famílias beneficiadas. O recurso é de R$ 748 mil e é distribuído em média R$613 por família.