Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS

Número de mortes no trânsito de Suzano cresce em um mês, aponta Infosiga

Em julho, a cidade registrou seis mortes no trânsito. No mês anterior (junho), não houve nenhum registro

Por Fernando Barreto - de Suzano19 AGO 2019 - 19h22
Segundo o levantamento realizado pelo DS, as seis ocorrências registradas em julho (todas resultaram em mortes) tiveram envolvimento apenas de homensFoto: Munique Kazihara/Divulgação
O número de mortes no trânsito de Suzano cresceu de junho para julho deste ano. O número passou de nenhuma para seis mortes. Os dados são do programa estadual Infosiga, que mapeia os casos de mortes no trânsito em todo o estado. 
 
O mês de junho não registrou ocorrências, segundo o Infosiga. Em maio ocorreram quatro mortes e em julho ocorreram seis mortes. Segundo o levantamento realizado pelo DS, as seis ocorrências registradas em julho (todas resultaram em mortes) tiveram envolvimento apenas de homens. 
 
Dessas ocorrências, três foram resultados de colisão. Metade dessas ocorrências teve envolvimento de motos, uma teve envolvimento de um carro, outra de bicileta e uma a vítima foi um pedestre. A faixa etária dessas seis vítimas variam de 18 anos à 53 anos. Cinco das ocorrências foram em finais de semana e uma em uma sexta-feira à noite.
 
Três foram em rodovias, uma na Rodovia Índio Tibiriçá (SP-31), e duas no Rodoanel (SP-21). As outras três mortes foram em vias municipais.
 
Maio
 
Os registros do Infosiga não marcam ocorrências para o mês de junho, mas marcam quatro vítimas no mês de maio. Nesse mês, as quatro vítimas foram todos homens entre 59 anos e 89 anos e ocorreram em grande parte durante a semana.
 
Das quatro ocorrências, duas foram em vias municipais e uma em rodovia, também na Rodovia Índio Tibiriçá (SP-31). Uma não teve registro do local. Três acidentes teve como vítima pedestres (que foram atropelados) e uma foi um motorista.
 
Outras cidades
 
Mogi das Cruzes também registrou em julho seis mortes no trânsito. Dessas mortes, quatro foram homens e duas foram mulheres. As duas mulheres foram atropeladas e os quatro homens morreram por colisão.
 
Itaquaquecetuba registrou três mortes em julho e em todas a vítima foi um homem. Duas vítimas eram idosas, entre 61 e 71 anos, a outra não teve informações. Duas dessas ocorrências foi por atropelamento e uma por colisão.
 
Guararema teve apenas duas vítimas em julho. Ambas eram homens que morreram por atropelamento e colisão.
Biritiba-Mirim e Santa Isabel tiveram uma ocorrência em junho e Ferraz uma ocorrência em fevereiro. Poá, Arujá e Salesópolis não tiveram registros.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias