domingo 26 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Número de roubos tem aumento de 10% em outubro na região

Itaquá é a cidade que registrou mais roubos em outubro: foram 341, com média de 11 roubos diários

10 dezembro 2022 - 08h00Por Daniel Marques - de Suzano
O número de roubos subiu 10% no Alto Tietê em outubro, em comparação com o mesmo mês do ano passado. O salto foi de 951 para 1.047 de um ano para o outro.
 
Os dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) consideram roubos de veículos e aqueles classificados como “outros”, como roubos de carga e roubos a bancos. Eles mostram que Itaquaquecetuba é a cidade que registrou mais roubos em outubro: foram 341 – uma impressionante média de 11 roubos por dia dentro da cidade.
 
Suzano, assim como Itaquaquecetuba, é uma cidade com alta incidência de roubos também. Só em outubro, foram 248 registros de roubo – uma média de oito por dia.
 
Esses crimes são realizados com emprego de algum tipo de arma ou sob ameaça. Roubos são diferentes de furtos (nestes, o criminoso toma posse do bem de outra pessoa, porém sem ameaçá-la).
 
Em Ferraz de Vasconcelos, foram registrados 180 roubos em outubro, com uma média de 5,8 por dia.
 
Em Ferraz, houve aumento de roubos de outubro de 2021 para outubro de 2022 (de 165 para 180). Em Suzano também houve aumento (de 175 para 248). Já em Itaquá, o cenário foi de redução de um ano para o outro (de 363 em outubro de 2021 para 341 em outubro de 2022).
 
Dados anuais
 
Em todo o ano de 2021, o Alto Tietê ultrapassou a marca de 10 mil roubos, chegando a 10.838. Neste ano, considerando os dados até outubro, foram registrados 9.212 casos.
 
A média por mês no ano passado foi de 903 casos. Seguindo a média registrada em 10 meses de 2021 na região, que foi de 921,2, a tendência é de que a região ultrapasse a marca de 11 mil roubos em 2022.
 
Os dados, no entanto, só poderão ser confirmados com o balanço da Secretaria de Segurança Pública contendo os dados fechados de dezembro. A tendência é de que esse balanço saia entre o final de janeiro e o início de fevereiro de 2023.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também