domingo 19 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Pagamento do 13º salário a 70 mil trabalhadores injeta R$ 276 milhões na economia

Valor é referente aos mais de 70 mil trabalhadores do setor em todas as cidades do Alto Tietê

01 dezembro 2022 - 05h00Por Fernando
O pagamento do décimo terceiro para os trabalhadores da indústria de transformação do Alto Tietê será um aporte importante para a economia regional. De acordo com estimativas do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) do Alto Tietê, o pagamento extra dos salários, que teve início nesta semana, deve injetar cerca de R$ 276 milhões na Região.
 
Os reflexos do pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário devem ser sentidos nos próximos dias, já que as empresas depositaram os valores até o dia 30 de novembro. 
 
O restante deverá ser pago até dia 20 de dezembro, com exceção de empresas que realizam o pagamento em uma única parcela.
 
Somados, os oito municípios da área do Ciesp do Alto Tietê (Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano) contam com um quadro de mais de 70 mil trabalhadores que recebem uma remuneração média de R$ 3,8 mil, o maior salário pago entre os setores produtivos. 
 
A indústria é responsável ainda por 25% dos empregos formais criados na Região.
 
O diretor do Ciesp do Alto Tietê, José Francisco Caseiro, explica que as fábricas atuam ao longo do ano no provisionamento do salário extra. 
 
“É importante que haja essa programação para garantir o equilíbrio financeiro das empresas. Esse valor é aguardado pelos trabalhadores e tem um papel muito importante para a quitação de dívidas e o investimentos em outros setores, o que acaba movimentando a economia como um todo”, destaca.
 
O Alto Tietê é um dos principais polos industriais do Estado e é conhecido pela diversidade produtiva. A Região abriga desde pequenas indústrias até grandes multinacionais. Hoje, existem mais de duas mil fábricas espalhadas pelos municípios, em especial, em Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes e Suzano que abrigam o maior número de empresas.

Deixe seu Comentário

Leia Também