domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Pais e alunos reclamam da falta de liberação de crédito do Passe Livre

Beneficiários são obrigados a usar o próprio dinheiro para bancar o transporte diariamente

24 agosto 2017 - 07h30Por Lucas Lima - De Suzano
Pais e estudantes reclamam da falta de liberação de créditos do Passe Livre. De acordo com eles, até o momento, os cartões dos contemplados pelo programa - que realizaram o recadastramento em julho - não foram carregados. Por conta disso, os beneficiários são obrigados a usar o próprio dinheiro para bancar o transporte diariamente. A Prefeitura informou que o crédito será repassado a partir de 1º de setembro.
 
Enquanto o prazo estipulado pela administração não chega, as famílias dos estudantes sentem dificuldade para pagar o transporte. Esse é o caso da monitora de escola Marisa de Araujo Batista. Ela comentou que desde o início de agosto, quando as aulas do 2º semestre retornaram, já gastou mais de R$ 200 com as conduções das duas filhas. "Quem utiliza todos os dias e não tinha mais crédito para o segundo período do ano está sem até agora. Fui até a Secretaria de Educação e infelizmente disseram que estão esperando os documentos de novos cadastrados para depois liberarem o crédito. Muitos pais não têm condições de pagar e estão tendo que se virar de todas as formas para mandar os filhos à escola", argumentou.
 
Outra que reclama é a mãe e dona de casa Cleomar Ramos dos Santos. Moradora do Parque Santa Rosa, na Estrada Santa Mônica, ela tem uma filha que estuda na Escola Técnica Estadual (Etec) de Suzano e depende da liberação dos créditos para ir à unidade. "Não está dando para pagar, minha filha usa quatro conduções por dia e é muito dinheiro. Bem complicado a situação, ainda mais quando nem somos avisados. Espero que chegue logo setembro", lamentou.
 
A recepcionista Rosemari Pereira Gonçalves, que tem um casal de filhos cadastrados no programa municipal, ressaltou que é um direito do estudante tê-lo ao iniciarem as aulas. "Estamos tendo que tirar do nosso próprio bolso, algo que é pago pelos nossos impostos, além de ser um direito do estudante. Esse inverno está complicado para deixar eles irem a pé até a escola, que é o caso da minha filha, e até a estação, caso do meu filho que faz faculdade em São Paulo e pega três conduções até o destino final. O Passe Livre deveria ter sido liberado logo no início das aulas e não só em setembro como eles estão dizendo que vão fazer".
 
Segundo a Secretaria de Educação, o processo de recadastramento para o Passe Livre do 2º semestre teve o seguinte cronograma: entrega dos documentos - de 19 de julho a 15 de agosto; análise dos documentos e liberação entre 16 de agosto a 30 do mesmo mês; liberação dos créditos: de 1º de setembro ao dia 4. A pasta esclareceu “que o processo teve o cronograma montado de maneira a beneficiar estudantes do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Superior para o levantamento de documentos, uma vez que em muitas instituições de ensino os papéis são liberados apenas no mês de agosto, durante o período de aulas. O calendário foi estipulado para dar iguais condições a todos os estudantes”, explicou em nota.