Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 15 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/09/2019
Centerplex 12/09 a 18/08
PMMC CIAS
Suzano

Praça terá ato contra abuso sexual de crianças

Iniciativa é uma realização de Conselhos Tutelares

Por de Suzano17 MAI 2019 - 23h56
Praça dos Expedicionários será palco do atoFoto: Bruna Nascimento/DS
A Praça dos Expedicionários receberá neste sábado (18), a partir das 9 horas, a 7ª edição do Dia de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Suzano. Com o tema “Lembrar é Combater”, a iniciativa é uma realização dos dois Conselhos Tutelares da cidade e das Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social e de Cultura.
O evento tem como principal objetivo conscientizar sobre como reconhecer sinais de abuso físico ou psicológico em crianças e adolescentes. Estarão presentes integrantes do 1º e do 2º Conselhos Tutelares e das pastas envolvidas para tirar dúvidas acerca do assunto e acolher a população.
 
A campanha é realizada desde 2013 e já envolveu diversas abordagens entre apresentações, palestras e caminhadas. Atualmente, Suzano conta com a Vara da Infância e da Juventude, o Ministério Público, a Delegacia de Defesa da Mulher e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) como instrumentos para a apuração de queixas e denúncias.
 
Segundo a presidente do 1º Conselho Tutelar de Suzano, Jaqueline Esteves Francisco, o número de atendimentos no município reflete o empenho da comunidade em combater os casos envolvendo crianças e adolescentes. “O trabalho é intenso e o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdicas) e da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Suzano tem se mostrado fundamental para a garantia de direitos na cidade”, disse.
 
A Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, tem convênios com 22 entidades para acolhimento e serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. Atualmente, 40 crianças e jovens são atendidos em dois núcleos, num total de 800 participantes de instituições conveniadas.
 
O Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes surgiu em memória de Araceli Cabrera Sanchez Crespo, de 8 anos. Em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), a criança foi raptada, abusada sexualmente, assassinada e teve o corpo abandonado em um terreno baldio. Os três indivíduos apontados como autores do crime, conhecido como “Caso Araceli”, pertencentes a famílias da alta sociedade do Espírito Santo, não foram condenados.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias