quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Preço do gás de cozinha deve aumentar em março em Suzano

Valor ficou congelado em janeiro e fevereiro; em Suzano, o botijão chega a R$120

09 fevereiro 2023 - 22h30Por Ingrid Leone - de Suzano
O valor do gás de cozinha deve aumentar em março, depois do congelamento no mês de janeiro e fevereiro. Em Suzano, o botijão de gás custa de R$ 99,99 a R$ 120.
 
Segundo o proprietário da Liquigás, Luiz Fernando, de dezembro para janeiro já houve reajuste de R$ 0,16. 
 
Para Fernando, o novo valor só será divulgado depois que as revendedoras analisarem os repasses e as taxas cobradas, como o imposto federal Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), Programa de Integração Social ou para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). Além do estadual, nesse caso, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). 
 
Na Liquigás, o preço varia entre R$115 e R$120 para entregar nos locais e a depender da distância. Para a retirada, o botijão custa R$99,99. 
 
No Estado de São Paulo, segundo a Petrobras, o valor médio do gás de cozinha está R$107,07. 
 
A partir dos dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), baseados nos preços médios ao consumidor final nos 26 estados e no Distrito Federal. 
 
Em Suzano, a Ultragaz não passou por reajuste. O valor segue inalterado desde julho, entre R$110 e R$120, dependendo da forma de pagamento e se é retirada ou entrega. 
 
Na Supergasbras, o valor está entre R$108 e R$112. Nesta revendedora, chegou a R$120 no início de janeiro e depois caiu. 
 
O proprietário da Liquigás ainda comentou sobre a queda de 20% a 30% na compra do botijão em janeiro e fevereiro.
 
“Normalmente, é assim, no mês de dezembro tem 13º e as pessoas compram um reserva e quando chega no mês seguinte, não compram”, explicou Fernando.